<
>

UFC: Deiveson Figueiredo diz que treina para 'arrancar cabeça' de adversário e provoca: 'Bebê chorão'

O uso do ‘trash talk’ é uma prática comum no mundo do UFC, embore ainda encontre dificuldade para ser aceito por boa parte dos fãs e dos próprios lutadores brasileiros. Contudo, atletas importantes do país como Johnny Walker, Paulo ‘Borrachinha’, entre outros, utilizam o artifício com facilidade. Campeão do peso-mosca (57 kg),Deiveson Figueiredo, que protagonizou uma guerra verbal com Henry Cejudo, ex-número um da categoria, agora mandou um recado nada amigável para Brandon Moreno.

Em suas redes sociais, Deiveson provocou o rival e colocou um novo apelido em Moreno. O mexicano é conhecido no esporte como ‘Bebê Assassino’, mas o campeão do peso-mosca o nomeou como ‘Bebê Chorão’. Vale lembrar que o primeiro encontro entre o número um da categoria e o desafiante aconteceu em dezembro de 2020, no ‘main event’ do UFC 256, e terminou empatado. O paraense revelou que o adversário não reagiu bem ao poder de seus golpes e prometeu impor um fim violento para a revanche.

“Moreno, você é um bebê chorão, não um bebê assassino. Ainda posso ouvir você gemendo e choramingando toda vez que meus punhos batiam em seu corpo. Estou treinando para arrancar sua cabeça”, escreveu Deiveson em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Deiveson Figueiredo, de 33 anos, estreou pelo UFC em 2017 e se tornou campeão do peso-mosca da organização três anos depois. Pela companhia, o brasileiro disputou 11 lutas, venceu nove, perdeu uma e também empatou uma. Os triunfos mais importantes do ‘Deus da Guerra’ foram diante de Joseph Benavidez (duas vezes), Alexandre Pantoja e Alex Perez.