<
>

Treinador vê Amanda Ribas com 'pacote completo' para ser campeã: 'Treina para ser a melhor'

play
Khabib Nurmagomedov não tem medo de nada? Este chef discorda, e já pegou lenda do UFC mais de uma vez (0:13)

Via Instagram @cznburak | Burak Ozdemir é um chef turco famoso nas redes sociais (0:13)

Aos 27 anos, Amanda Ribas é, sem dúvida, uma das grandes promessas do UFC. A competência dentro do octógono, que já lhe rendeu quatro vitórias pela organização, e o carisma demonstrado fora do cage já transformaram a mineira de Varginha (MG) em uma das favoritas dos fãs de MMA.

Porém, o carinho do público não deve ser a única conquista da peso-palha (52 kg) na carreira. Pelo menos, é o que aposta Marcos ‘Parrumpinha’ DaMatta, treinador da atleta na ‘American Top Team’.

Em entrevista ao site MMA Junkie, ‘Parrumpinha’ exaltou as qualidades de sua pupila e ressaltou sua confiança em uma futura conquista de título do UFC por parte da mineira.

O treinador ainda fez questão de destacar o alto nível apresentado por Amanda em todas as principais áreas do MMA e a postura vencedora fora do octógono para justificar seu otimismo quanto ao futuro da lutadora.

“Ela é uma das futuras campeãs da American Top Team – que a gente realmente acredita. A razão para eu dizer isso não é porque eu a treino. É apenas porque ela tem o pacote completo. Ela é uma boa striker, ela é uma ótima lutadora de judô, ela tem um bom jiu-jitsu, uma postura incrível, carisma e a lista continua”, apostou Marcos ‘Parrumpinha’, antes de completar.

“Ela é incrível para 52 (kg). Ela é extremamente focada. O peso dela já está na faixa da semana da luta, antes do programado. Na última luta, ela (lutou) no 57 (kg) facilmente. Então, eu acho que a mentalidade dela é o que a torna um pouco diferente. Ela não treina apenas para vencer Mackenzie (Dern), ou Randa (Markos), ou Paige (VanZant), ou Marina (Rodriguez). Ela treina para ser a melhor”, finalizou o treinador.

Ex-campeã mundial de MMA amador, Amanda Ribas iniciou sua trajetória como profissional em 2014 e desde então soma dez vitórias e apenas uma derrota em seu cartel.

Pelo UFC, a mineira venceu seus quatro compromissos até o momento, diante de Emily Whitmire, Mackenzie Dern, Randa Markos e Paige VanZant.

Atual nona colocada no ranking peso-palha, Amanda tem duelo marcado contra Marina Rodriguez – número oito na lista – no próximo dia 23 de janeiro, pelo card do UFC 257, que acontece na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU).

Um triunfo sobre a compatriota pode levar a mineira ao topo da divisão e aproximá-la de uma disputa de título.