<
>

Agora parceira de time, Amanda Ribas aposta no sucesso de VanZant no Bare Knuckle

play
Brasileiros fazendo história, lendas se aposentando e muito mais: os grandes momentos do UFC em 2020 (2:43)

Movimentado ano ainda teve a criação da Ilha da Luta e muita provocação (2:43)

Há apenas alguns meses, Amanda Ribas e Paige VanZant subiam no octógono do Ultimate como rivais, em duelo disputado no card do UFC 251, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU). Passado o duelo, vencido pela brasileira por finalização, as duas lutadoras agora compartilham o mesmo tatame na academia da ‘American Top Team’, na Flórida (EUA), onde ambas treinam juntas e se ajudam visando seus próximos compromissos.

A troca de cenário surgiu com a ida de Paige VanZant para a academia baseada na Flórida, onde a mineira costuma já costumava fazer seus camps de treinamento. Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Amanda comentou sobre a inusitada situação e exaltou o profissionalismo com que ambas encararam a mudança de rivais para companheiras de treino.

Escalada para enfrentar Marina Rodriguez, no card do UFC 257, que acontece no dia 23 de janeiro, na ‘Ilha da Luta’, Amanda pôde se preparar ao lado da americana para sua luta e auxiliá-la no processo de transição para o boxe sem luvas, já que, após o confronto entre elas, VanZant se desligou do Ultimate e assinou com o Bare Knuckle FC, onde fará sua estreia em evento marcado para o dia 5 de fevereiro. E a mineira aposta no sucesso da companheira de treinos na nova empreitada.

“É realmente diferente porque o meu último camp era para lutar contra ela, e agora ela está me ajudando nesse camp, e eu estou ajudando-a para sua luta de boxe (sem luvas). É legal. É maravilhoso e nós podemos mostrar para todo mundo que isso é profissional. Eu não estou com raiva dela, ela não está com raiva de mim. É profissional. Se ela puder me ajudar, ela vai. Se eu puder ajudá-la, eu vou. Nós somos artistas marciais. Não somos apenas pessoas malucas que saem dando socos nos outros. Nós somos atletas”, ponderou Amanda, antes de analisar o futuro da companheira no Bare Knuckle FC.

“Ela é uma garota bastante inteligente. Ela tem um grande coração e eu acho que vai ser bom para ela (essa mudança) porque ninguém que tem um coração fraco, ou tem um pouco de medo, pode lutar assim, sem luvas. Para ela, eu acho que vai ser um grande passo para ganhar dinheiro porque eles pagam muito bem. Eu acho que vai ser muito bom”, apostou.

Atual nona colocada no ranking peso-palha (52 kg) do Ultimate, Amanda Ribas encara Marina Rodriguez, que ocupa uma posição acima na lista, no próximo dia 23, no UFC 257, sediado na ‘Ilha da Luta’. Por sua vez, Paige VanZant estreia no Bare Knuckle FC no dia 5 de fevereiro, diante de Britain Hart, na edição 16 do evento, que acontece na cidade de Tampa, na Flórida (EUA).