<
>

Esquiva Falcão pede respeito ao boxe e alfineta youtuber Jake Paul: 'Fanfarrão'

play
Brasileiros fazendo história, lendas se aposentando e muito mais: os grandes momentos do UFC em 2020 (2:43)

Movimentado ano ainda teve a criação da Ilha da Luta e muita provocação (2:43)

O fim de 2020 marcou o “nascimento” de Jake Paul. O youtuber ganhou as mídias pelo planeta ao se aventurar no boxe e nocautear o ex-jogador da NBA Nate Robinson em evento que contou com o retorno de Mike Tyson aos ringues, que foi realizado em novembro do ano passado, em Los Angeles (EUA). Desde então, a celebridade tem mostrado seu lado provocador e desafiado estrelas do mundo das lutas para enfrentá-lo.

Mas quem não tem gostado nada dessa relação de Jake Paul e o boxe é Esquiva Falcão. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, o medalhista olímpico de prata da Olimpíada de 2012 desaprovou a maneira como o youtuber tem se promovido as custas do esporte. Para o brasileiro, essa situação atrapalha a credibilidade da nobre arte.

“Ele não boxeador. Ele só enfrenta atletas de outros esportes. Ele é youtuber que se meteu no mundo do boxe, porque tem muito seguidor e dá muito dinheiro. Mas isso não ajuda o boxe em nada. Boxe não é brincadeira. É um esporte e é sério. Muitos atletas já morreram por causa do boxe. Um golpe pode acabar com a vida da pessoa. Eu sou contra porque isso não levanta o nome do boxe. O boxe vira uma chacota. Todo mundo pode lutar boxe agora sem treinar?”, afirmou o pugilista, antes de disparar contra o youtuber.

“É um fanfarrão que quer aparecer as custas do boxe e ganhar dinheiro. Ele não faz exibição. Ele luta de verdade e é um risco muito grande. Eu lutaria com ele, mas difícil aceitar porque comigo não vai encontrar coisa mole. Vou terminar rápido”, completou.

Em menos de dois meses de holofote no mundo das lutas, Jake Paul já desafiou muitos lutadores de renome do MMA. O youtuber pediu duelos contra Conor McGregor, Ben Askren, Michael Bisping, Nate Diaz. Em consequência desse status midiático, ele também já foi alvo de Claressa Shields, Henry Cejudo, Mike Perry, Vitor Belfort entre outros. Em sua carreira dentro dos ringues, o americano possui dois triunfos e duas atuações.

Medalhista de prata nas Olimpíada de Londres, em 2012, Esquiva Falcão ostenta um cartel sem derrotas de 27 vitórias, sendo 19 por nocaute. O capixaba se apresentou apenas duas vezes neste ano, ambas em São Paulo, em eventos da ‘Boxing for You’. A primeira foi em fevereiro diante do argentino Jorge Daniel Miranda e a segunda foi em agosto, quando venceu o paraense Morrama Dheisw de Araujo Santos.