<
>

Khabib revela valor que pode fazê-lo desistir de aposentadoria e voltar ao octógono

Khabib Nurmagomedov, o campeão dos leves do UFC e nº 1 no ranking peso por peso, deu a entender em uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (2) que ele poderia retornar ao octógono se receber 100 milhões de dólares (cerca de R$ 524 milhões). Nos últimos dias, soube-se que o russo se encontraria com Dana White antes do final do ano em Abu Dhabi.

“Se você decidir terminar, então termine. Mas, provavelmente, Dana (White) vai me oferecer dinheiro”, disse o lutador e quando questionado se ele voltaria por 100 milhões, ele respondeu: “Sim, digamos, são 100 milhões dólares, será um problema tomar uma decisão. Vamos ver o que acontece".

A coletiva de imprensa em um hotel de Moscou continuou: " Acho que é algo (retorno) que vai me perseguir até o fim da minha vida".

O russo se aposentou oficialmente após derrotar Justin Gaethje em 24 de outubro para reter o título dos leves novamente e alcançar o recorde de 29-0. A decisão pegou os fãs de surpresa, mas 'The Eagle' foi direto ao dizer que havia prometido a sua mãe após a morte de seu pai em julho de 2019.

Segundo a imprensa, o UFC estava analisando a possibilidade de realizar o confronto entre Khabib e o mítico Georges St-Pierre, mas teria sido adiado por enquanto.

O lutador revelou que continuam a ser efetuados controles antidopagem sobre ele e insistiu que não está disposto a realizar lutas de exibição: "Gostaria de descansar. Acabei de me aposentar".

O russo agora está focado na inclusão do MMA nas Olimpíadas e, nesse sentido, pretende se reunir com o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, que busca a reeleição.

“Acho que se não for nos Jogos de Paris, então em Los Angeles temos muitas opções para promover o MMA”, comentou, embora tenha admitido que a desvantagem é a “crueldade” desse esporte.

Nurgamedov, que se tornou o dono de sua própria empresa de promoção Eagle Fighting Championship (EFC), vai montar sua própria base de treinamento em sua república nativa do Daguestão no ano que vem.