<
>

ONE Championship engrossa lista de eventos que descartaram contratar Anderson Silva

Depois que Anderson Silva fez sua última apresentação pelo UFC, em outubro deste ano, e em seguida revelou que pretendia continuar lutando MMA, a expectativa era a de que o brasileiro recebesse ofertas de diversas ligas almejando sua contratação. No entanto, o cenário não é bem o esperado e o atleta segue sem uma nova casa.

Após o Bellator e o PFL rechaçarem a contratação do ex-campeão dos médios (84 kg) do UFC, outra franquia também adiantou que não vai procurar pelos serviços do brasileiro. Chatri Sityodtong, presidente do ONE Championship, apesar de confessar sua admiração por Anderson Silva, descartou completamente a chance da organização tentar um vínculo com o atleta através de um comunicado enviado ao site ‘Fightful’,

“Sou um grande fã de Anderson. Sem dúvida, ele foi um dos melhores da história. Dito isso, a segurança do atleta é prioridade número um no ONE. Por isso, não iremos procurar seus trabalhos. Desejo a Anderson muita felicidade e sucesso em tudo que faça daqui para a frente”, afirmou o presidente da organização asiática.

Anderson Silva acumula um cartel de 34 vitórias, 11 derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado) em mais de 23 anos de carreira. De 2006 a 2013 o brasileiro foi soberano no peso-médio do UFC, com dez defesas de cinturão seguidas. Porém, o recente retrospecto do atleta não é um dos melhores. Nas últimas nove lutas que disputou, ‘Spider’ foi derrotado sete vezes, com sua única vitória em 2017, diante de Derek Brunson.