<
>

Presidente do PFL descarta possibilidade de tentar a contratação de Anderson Silva

play
Dana White garante estar 'levando a sério' chance de Glover lutar por título: 'Não vou mais duvidar dele' (0:43)

Glover disse depois em entrevista coletiva que de qualquer jeito gostaria de esperar para disputar o título e não ter que fazer mais nenhuma luta antes disso: "Com certeza eu mereço uma chance pelo cinturão" (0:43)

No dia 31 de outubro, Anderson Silva fez sua última apresentação pelo Ultimate. O brasileiro foi nocauteado por Uriah Hall no UFC Las Vegas 12, no quarto round de disputa, e chegou a cogitar pendurar oficialmente as luvas, uma vez que não voltaria a se apresentar no evento. No entanto, recentemente o ex-campeão do Ultimate mudou de ideia e abriu a possibilidade para atuar novamente.

Com Anderson Silva liberado oficialmente do UFC, existia a expectativa que o brasileiro recebesse ofertas de outras organizações. Porém, parece que esse cenário não será tão simples quanto o atleta poderia imaginar. Após o Bellator ser o primeiro a negar o interesse em sua contratação, chegeou a vez do PFL também rechaçar tal hipótese.

Em entrevista ao site ‘Fight Sports’, Ray Sefo, presidente da organização, fez questão de elogiar o legado de ‘Spider’ no MMA. No entanto, o dirigente aconselhou o lutador a se manter aposentado do esporte, principalmente após sua última apresentação.

“Anderson Silva é uma lenda do esporte, mas não está com 45 anos? Ele tem um talento incrível, foi um grande campeão e, com certeza, entrará para a história como um dos melhores. Tenho muito respeito por ele, mas acho que é a hora de se aposentar. Assisti a última luta dele contra Hall, um ex-companheiro meu, que o nocauteou. Anderson é uma lenda e eu gostaria de lembrar dele como um dos melhores da história”, disse o dirigente.

Aos 45 anos, Anderson Silva acumula um cartel de 34 vitórias, 11 derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado) em mais de 23 anos de carreira. De 2006 a 2013 o brasileiro foi soberano no peso-médio do UFC, com dez defesas de cinturão seguidas.