<
>

Deiveson já chega a acordo para defender cinturão de novo em dezembro e pode quebrar recorde do UFC

play
Deiveson diz ter mágoa pessoal de próximo rival no UFC: 'Só não vou para cima nos bastidores porque sou bem concentrado' (0:35)

Brasileiro ganhou de Alex Perez e já deve voltar ao octógono no dia 12 de dezembro para enfrentar Brandon Moreno (0:35)

Deiveson Figueiredo defendeu seu cinturão no UFC 255 neste sábado e deu um show. O brasileiro precisou de menos de 2 minutos para finalizar Alex Perez com uma guilhotina e manter o título.

Assim que venceu a luta, Deiveson indicou seu próximo adversário: Brandon Moreno, já em dezembro. Segundo Ariel Helwani, da ESPN, a luta já foi acertada verbalmente e os dois baterão um recorde.

O combate será marcado para o dia 12 de dezembro, o que fará com que ambos, que lutaram neste sábado, voltem ao octógono em apenas 21 dias, a menor marca da história tanto para um campeão quanto para um desafiante.

Na entrevista coletiva após o evento, o campeão dos moscas havia exigido a premiação de performance da noite, que não lhe foi dada, para continuar em Las Vegas e fazer a luta com o mexicano no próximo mês.

"Eu acho que mereço um bônus, sim. Pegando esse bônus, fico aqui e luto com o Brandon Moreno. Eu acredito no UFC e sei que eles vão rever e me dar esse bônus", disse antes de prometer que irá "partir Moreno no meio".

play
0:35

Deiveson diz ter mágoa pessoal de próximo rival no UFC: 'Só não vou para cima nos bastidores porque sou bem concentrado'

Brasileiro ganhou de Alex Perez e já deve voltar ao octógono no dia 12 de dezembro para enfrentar Brandon Moreno

"Olhando fisicamente para o Brandon Moreno, se eu tocar nele, parto ele no meio. Vou colocar o Brandon Moreno para baixo e vou finalizá-lo. Não vou fazer o mínimo de esforço pra isso acontecer. Ele mesmo, tocando em mim, vai cair e eu vou finalizá-lo", comentou.

Veja todos os resultados do UFC 255:

CARD PRINCIPAL

Deiveson Figueiredo (BRA) finalizou Alex Perez (EUA) com uma guilhotina a 1:57 do 1º round – pelo cinturão dos moscas
Valentina Shevchenko (QUI) venceu Jennifer Maia (BRA) na decisão unânime dos jurados (49-46, 49-46 e 49-46) – pelo cinturão feminino dos moscas
Tim Means (EUA) venceu Mike Perry (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 29-28 e 29-28) – meio-médios
Katlyn Chookagian (EUA) venceu Cynthia Calvillo (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-27) – moscas feminino
Paul Craig (ESC) nocauteou Maurício Shogun (BRA) aos 3:36 do 2º round – meio-pesados

CARD PRELIMINAR

Brandon Moreno (MEX) nocauteou (lesão) Brandon Royval (EUA) aos 4:59 do 1º round - moscas
Joaquin Buckley (EUA nocauteou Jordan Wright (EUA) a 0:18 do 1º round - médios
Antonina Shevchenko (QUI) nocauteou Ariane Lipski (BRA) aos 4:33 do 2º round – moscas feminino
Nicolas Dalby (DIN) venceu Daniel Rodriguez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 29-28 e 29-28) – meio-médios
Alan Jouban (EUA) venceu Jared Gooden (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-27) – meio-médios
Kyle Daukaus (EUA) venceu Dustin Stoltzfus (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-26) - pesados
Sasha Palatnikov (HKG) nocauteou Louis Cosce (EUA) aos 2:27 do 3º round – meio-médios