<
>

Verdadeiro ou falso no UFC: Shevchenko x Amanda Nunes em 2021? 'Dinastia' de Deiveson?

play
UFC 255: Valentina Shevchenko sobe na balança, fecha a cara e bate o peso para enfrentar Jennifer Maia (0:24)

Neste sábado, em Las Vegas, Jennifer Maia Valentina Shevchenko se enfrentam pelo cinturão do peso mosca (até 56,7kg.) (0:24)

Valentina Shevchenko vai enferntar Amanda Nunes em 2021? Será que Deiveson Figueiredo dará um novo fôlego à divisão dos moscas? Joaquin Buckley pode sustentar o hype que criou com o seu nocaute impressionante?

Essas são algumas das dúvidas que cercam o UFC 255, no sábado, em Las Vegas, onde Valentina Shevchenko vai defender seu cinturão do peso mosca feminino contra Jennifer Maia, enquanto Deiveson Figueiredo enfrentará Alex Perez em busca da sua primeira defesa de cinturão.

Shevchenko é uma grande favorita, e se ela vencer, o que vai surgir imediatamente será uma conversa sobre a trilogia contra a brasileira Amanda Nunes, que venceu as duas primeiras por decisão.

Enquanto isso, o brasileiro Deiveson Figueiredo vai defender o cinturão de uma categoria que parecia fadada ao fracasso. O campeão carismático vai ter o tipo de atuação que trará atenção de volta aos moscas?

Especialistas da ESPN, Ariel Helwani, Brett Okamoto, Marc Raimondi e Jeff Wagenheim analisam as principais histórias enquanto identificam o que é verdadeiro e o que é falso.

Verdadeiro ou falso: Shevchenko vai enfrentar Nunes em 2021?

Helwani: Eu sei que os fãs estão ansiosos para que essa luta aconteça novamente, e eu adoraria também, mas não acho que Nunes, Shevchenko ou até mesmo os caras que tomam decisões no UFC estejam com pressa de agendá-la tão cedo. Com isso em mente, direi que é falso.

Um subproduto da lesão de Shevchenko é que mais candidatas em potencial surgiram na divisão peso mosca. Jéssica Andrade, Cynthia Calvillo e Lauren Murphy estão agora na conversa, e não era o caso antes este ano. Então, não prevejo Shevchenko subindo tão cedo porque acho que ela quer ser uma campeã dominante na sua divisão. Além disso, parece provável que se Shevchenko vencer Maia neste fim de semana, Andrade será a próxima na fila, o que daria uma bela luta.

Quanto a Nunes, sua recente saída do UFC 256 vai permitir movimentação semelhante na categoria peso pena, embora eu ainda não ache que essa divisão tenha um futuro brilhante no UFC. Para dizer a verdade, se Nunes vencer Anderson em 2021, suspeito que haverá outra desafiante esperando por ela na categoria peso galo quando ela estiver pronta para lutar novamente.

Não se engane, a luta mais competitiva que existe para ambas as lendas uma contra a outra. No entanto, não acho que isso signifique que elas vão lutar pela terceira vez ou vão estar se preparando para lutar novamente nesta época ano que vem.

Verdadeiro ou falso: Deiveson Figueiredo vai trazer vida à divisão dos moscas com um reinado repleto de ótimas lutas

play
0:22

UFC 255: Deiveson Figueiredo bate o peso e confirma disputa de título contra Alex Perez

O americano é o primeiro desafiante do peso-mosca paraense

Okamoto: Sim e não. Permita-me modificar a questão muito ligeiramente. Deiveson Figueiredo fará parte da redefinição da categoria peso mosca, que será repleta de lutas competitivas nos próximos anos.

Neste momento, não posso prever que Figueiredo vá ser um campeão dominante. Parece que sim, principalmente depois de vencer Joseph Benavidez de maneiras consecutivas, mas não estou disposto a chamá-lo de o próximo Demetrious Johnson da categoria. Ainda não.

O que direi é que essa divisão entrará em uma nova era, talvez não definida por um campeão dominante como tem sido até agora, mas caracterizada por lutas divertidas.

Acho que Alex Perez está sendo subestimado e fará uma boa luta neste fim de semana. Acho que Cody Garbrandt descendo de peso é interessante. Brandon Moreno e Brandon Royval são dois caras muito bons. Deiveson Figueiredo vai ter um papel importante na reconfiguração dessa divisão, mas esses outros caras também.

Verdadeiro ou falso: Joaquin Buckley vai provar que seu nocaute impressionante não foi sorte de principiante

Wagenheim: O que há de tão ruim em ser um lutador que teve sorte e conseguiu um nocaute absurdo? É muito melhor do que não conseguir. O nocaute de Buckley sobre Impa Kasanganay no mês passado fez com que todos prestassem atenção no jovem de 26 anos de St. Louis. Mas não esqueçamos que Buckley está apenas 1-1 no UFC, e mesmo depois de conseguir o que deve ser o nocaute do ano, ainda não conseguiu entrar no card principal. Ele abriu nossos olhos, no entanto.

O que Buckley fará agora? Não prenda a respiração esperando algo parecido. Esses momentos inspiradores acontecem quando não estamos esperando. O próximo passo para Buckley é direto: ele tem que manter vivo o hype. Se ele conseguir dar a Wright sua primeira derrota na carreira - independentemente de como isso acontecer - Buckley manteria sua carreira em uma ascendente.

Buckley é profissional há seis anos, então ele entende a necessidade de ter paciência. Ele também viu os frutos que podem ser colhidos por confiar em si mesmo. Essa mistura de postura e autoconfiança coloca Buckley em posição de florescer. O desafio para este lutador mais conhecido por um nocaute incríveil: manter os pés no chão.

Verdadeiro ou falso: a contratação de Fabrício Werdum é o que o PFL precisava após um 2020 sonolento

Raimondi: É enorme. Todas as manchetes sobre o PFL ultimamente têm sido sobre o que a promoção não fez - ou seja, realizar um único evento em 2020. Os lutadores do PFL estão ficando inquietos. O campeão peso pena, Lance Palmer, está publicamente em desacordo com a promoção porque quer lutar. O advogado de Palmer e Kayla Harrison está ameaçando um processo contra o PFL por quebra de contrato, pedindo salários atrasados. Harrison pode lutar esta semana pelo Invicta FC. As coisas estão complicadas.

Werdum não apaga nada disso, mas é a contratação de maior destaque na história do PFL. Werdum não é apenas um ex-campeão peso pesado do UFC, ele é um dos maiores lutadores peso-pesado da história do MMA. Sem hipérbole. Werdum é uma lenda absoluta. Ele está saindo de uma vitória sobre Alexander Gustafsson. É uma grande contratação.

Pessoalmente, tenho empatia com o PFL. Ainda há uma pandemia em andamento, que na verdade está piorando em vez de melhorar. O PFL foi construído em uma temporada de um ano, semelhante à de uma liga, que teria sido difícil de realizar sem saber com antecedência que tipo de consequências a COVID-19 iria causar. Mas é difícil manter seus lutadores felizes quando eles veem o UFC realizando eventos todas as semanas. Eles querem lutar e receber o seu salário. A carreira de lutador de MMA é passageira. Ninguém quer perder um ano inteiro daquilo que é uma carreira relativamente curta como atleta profissional.

Com toda a negatividade ao redor de um ano muito complicado, a contratação de Werdum é um impulso muito necessário. Contratá-lo é um sinal de que o PFL ainda está no páreo, se preparando para o que ainda pode ser um 2021 memorável.