<
>

UFC: Whittaker projeta 'novos truques' em caso de revanche com Adesanya pelo título

Em outubro de 2019, Robert Whittaker perdeu o cinturão do peso-médio (84 kg) do Ultimate ao ser nocauteado por Israel Adesanya. Após mais de um ano deste combate, os dois lutadores podem se reencontrar dentro do octógono pelo título da organização. Pelo menos é o que tem em mente Dana White, presidente do UFC.

A motivação do dirigente do UFC se deve pela vitória de Whittaker sobre Cannonier, no último sábado (24), pelo UFC 254. Ciente dos planos do mandatário da franquia, o australiano pregou cautela sobre um novo duelo contra o nigeriano, mas adiantou que dessa vez apresentaria novas facetas do seu jogo para surpreender o rival.

Em outubro de 2019, Robert Whittaker perdeu o cinturão do peso-médio (84 kg) do Ultimate ao ser nocauteado por Israel Adesanya. Após mais de um ano deste combate, os dois lutadores podem se reencontrar dentro do octógono pelo título da organização. Pelo menos é o que tem em mente Dana White, presidente do UFC.

A motivação do dirigente do UFC se deve pela vitória de Whittaker sobre Cannonier, no último sábado (24), pelo UFC 254. Ciente dos planos do mandatário da franquia, o australiano pregou cautela sobre um novo duelo contra o nigeriano, mas adiantou que dessa vez apresentaria novas facetas do seu jogo para surpreender o rival.

“Adesanya parece melhorar a cada atuação. É uma luta difícil. Ele me venceu uma vez, mas estou confiante. Posso apresentar novos truques e atuar de forma diferente. Não estou pensando nele. Adesanya pode subir para os meio-pesados ou pesados se quiser. Isso não me incomoda. Nossos caminhos vão se cruzar novamente”, afirmou o atleta.

Robert Whittaker atua como profissional de MMA desde 2009. Já pelo UFC, o australiano estreou em 2012, acumulando 13 triunfos e três derrotas. O lutador conquistou o título dos médios em 2017, ao superar Yoel Romero na decisão dos jurados.