<
>

UFC: Ferguson critica possível confronto entre McGregor e Poirier: 'É uma luta segura'

Depois de não chegar a um acordo financeiro com o UFC para enfrentar Tony Ferguson neste sábado (24), em duelo que seria disputado na divisão peso-leve (70 kg), Dustin Poirier está perto de realizar a revanche com Conor McGregor. Este cenário, no entanto, não agradou nem um pouco a ‘El Cucuy’, que em entrevista ao site ‘MMA Junkie’ criticou os companheiros de divisão, afirmando que eles optaram pelo caminho mais fácil.

Vale lembrar que na época do impasse entre Dustin e o UFC, Tony saiu em defesa do ex-campeão interino e pediu para que a organização atendesse suas demandas financeiras. No entanto, seus esforços foram em vão e o duelo não foi viabilizado. De acordo com o veterano, Poirier nunca quis enfrentá-lo, assim como McGregor – o irlandês havia sido apontado por Ferguson como um dos adversários ideais para seu próximo compromisso.

Foi uma jogada de xadrez. Eu previ o blefe dele. Você quer agir como se quisesse lutar? Ok, legal. Vamos agir como se quiséssemos lutar. Na maioria das vezes, eu sei que esses filhos da p*** não querem lutar. Posso ouvir na voz deles, posso ver no rosto deles. Absolutamente não (Poirier não queria lutar). Conor não quer lutar. Eles querem lutar uns contra os outros porque é uma luta segura e eles estão de saída”, reprovou Tony.

Sem se apresentar desde maio deste ano, quando foi superado por Justin Gaethje no UFC 249, Ferguson ainda busca um oponente para seu próximo confronto. Há rumores de que o Ultimate planeja uma luta para o final deste ano entre o americano e Michael Chandler, ex-campeão peso-leve do Bellator que está na ‘Ilha da Luta’ para servir de reserva do evento principal. No entanto, de acordo com entrevistas recentes, o veterano não parece interessado em enfrentar um estreante na organização.

No UFC desde 2011, Tony Ferguson soma 15 vitórias e apenas duas derrotas em sua trajetória no octógono. No total, o americano, que já foi campeão interino do evento, possui 25 triunfos e quatro reveses em sua carreira no MMA profissional.