<
>

No UFC, Tony Ferguson dispara contra Dana White: 'Por que você me trata como m***?'

Sem lutar desde maio deste ano, quando foi superado por Justin Gaethje no UFC 249, Tony Ferguson não parece disposto a retornar ao octógono até que se sinta valorizado pela organização. Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, o peso leve (70 kg) fez questão de expor seu incômodo com a forma como tem sido tratado pelo Ultimate, que, em sua visão, tem sido desrespeitoso com a sua história na entidade.

Recentemente, o americano chegou a estar próximo de fechar um duelo contra Dustin Poirier, que aconteceria no UFC 254, marcado para este sábado (24), mas as negociações não se concretizaram devido a um impasse financeiro entre a organização e o atleta da ‘American Top Team’. Mas, ao que parece, Ferguson também está insatisfeito com os valores oferecidos pelo Ultimate para fechar o seu novo compromisso no octógono mais famoso do mundo.

“Eu não vou enrolar mais. Dana (White) é legal. Eu e Dana estamos de boa. Mas no final das contas, eu quero ser pago o que eu valho, e meu valor aumentou. Eu coloco muita energia lá. Não tenho que falar sobre isso. Não tenho que falar sobre meus contratos e dizer m*** sobre isso, porque todo mundo faz isso. Já passei dessa. Eu estou nessa organização há mais de dez anos”, declarou ‘El Cucuy’, antes de completar.

“Eu não estou nem pedindo nada. Dá uma olhada nisso. Todo mundo está tipo: ‘Você está pedindo isso, existem problemas aqui’. Não tem nenhuma p*** de problema. Todo mundo tenta colocar palavras na minha boca. Eu tenho zero problemas com qualquer pessoa. Vou ligar para Dana, e eu vou mandar a real. Sou o único cara que vai ligar para a caixa postal dele. Não estou orgulhoso disso, mas é nisso que estou pensando”, afirmou.

Depois que as negociações pelo combate contra Poirier foram encerradas, Ferguson viu seu nome ser especulado como possível adversário da estreia de Michael Chandler no UFC, ideia que parece não agradar ao americano. Irritado, ‘El Cucuy’ – atual terceiro colocado no ranking do peso leve – disparou contra Dana White, presidente do Ultimate, por ter cogitado incluir o ex-campeão do Bellator, recém-contratado pela principal entidade de MMA do planeta, no bolo de concorrentes em busca de uma disputa de título na divisão até 70 kg.

“Chandler? Pense sobre isso: quantas vezes vocês vão colocar outra m*** de pessoa na p*** do baralho de cartas? Dana continua me passando para baixo na lista. O que? Por que eu sou mexicano? O que está acontecendo, Dana? Você não gosta de mexicanos? Você não gosta de pessoas marrons? Eu não estou te chamando de racista, mas o que c*** está acontecendo, cara? O que eu fiz para você? Por que você me trata como m***? Meu último nome é Ferguson. Eu não quero ficar puto. Não quero. Eu não vou. Mas, tendo dito isso, eu já disse o que tinha que dizer. Estou muito ocupado trabalhando”, disparou o peso-leve.

No UFC desde 2011, Tony Ferguson soma 15 vitórias e apenas duas derrotas em sua trajetória pela organização. No total, o americano possui 25 triunfos e quatro reveses em sua carreira no MMA profissional.