<
>

UFC: Treinador promete Jéssica 'Bate-Estaca' agressiva e abafando jogo de Chookagian

play
Jessica Bate-Estaca agradece 'mini-férias' entre lutas: 'Tempo para aprender coisas novas' (1:15)

Jessica Bate-Estaca enfrenta Rose Namajunas no UFC 251, no sábado (11) (1:15)

Jéssica "Bate-Estaca" teve seu pedido atendido pelo UFC. Após uma série de atuações no peso-palha (52 kg), a brasileira já havia revelado o desejo se testar no peso-mosca (57 kg), tanto que sua solicitação foi prontamente aceita pela entidade. Neste sábado, a lutadora encara Katlyn Chookagian, nº 1 do ranking da categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Gilliard "Paraná", treinador de Jéssica e líder da equipe "PRVT", admitiu a dificuldade do primeiro compromisso de sua pupila na nova divisão.

O técnico destacou as qualidades de Chookagian, mas adiantou que a americana pode sofrer com uma versão bem mais forte da brasileira.

"Acho que é uma luta bem difícil, principalmente pela altura e a parte em pé da Katlyn, de movimentação e um jogo de muito toque. Tem um chão muito bom também. Vai ser bem difícil, mas a Jéssica vem muito mais forte do que no peso-palha e fazendo uma estratégia para usar isso, no 57 kg não tem menina tão forte quanto ela. Em um jogo de força e abafando, vamos conseguir um bom resultado", afirmou o treinador.

Em sua última apresentação, em julho deste ano, "Bate-Estaca" mostrou uma nova faceta em seu jogo. A brasileira abusou da movimentação e jogo de pernas em revanche diante de Rose Namajunas, mas acabou saindo com a derrota por decisão dividida dos jurados.

De acordo com "Paraná", aquela estratégia foi específica para a americana, mas que agora a ex-campeã pode voltar a mostrar o estilo agressivo que a destacou no Ultimate.

"Aquilo foi muito treinado, para ela ter a movimentação e ela saiu um pouco do seu estilo de luta. A Rose tinha mapeado bem ela, tinha levado muitos golpes na primeira luta e queríamos surpreender. Se for necessário, vamos lutar assim algumas vezes. Mas eu gosto mais do estilo antigo dela que fez a sua carreira. Aquilo que assusta as adversárias e com o jogo que fez com a Rose, ela se equipara com as outras, em um jogo mais técnico, de menos força, apesar de ter machucado bem a Rose no terceiro round. Creio que nossa vontade é que a Jéssica mantenha o estilo agressivo e força", explicou.

Ex-campeã peso-palha, Jéssica estreia nos moscas contra Katlyn Chookagian, primeira colocada no ranking da divisão até 57 kg, neste sábado.

Uma vitória sobre a americana pode deixar a brasileira próxima de uma disputa pelo título da nova categoria, que atualmente é dominada pela quirguistanesa Valentina Shevchenko.