<
>

UFC: Belfort provoca Wanderlei Silva com parabéns pelos 22 anos do nocaute no Brasil

play
Dana White confirma ter oferecido luta contra Poirier a McGregor, mas afirma: 'Não faço ideia do que está acontecendo com ele' (1:04)

Presidente do UFC conversou com a ESPN sobre a volta de Conor ao octóono (1:04)

No dia em que se completam 22 anos do icônico combate entre Vitor Belfort e Wanderlei Silva, na primeira edição do UFC no Brasil, o carioca fez questão de lembrar da data. Vencedor do duelo, o ex-campeão peso-meio-pesado (93 kg) do Ultimate publicou em sua conta no ‘Instagram’ o vídeo do nocaute relâmpago que lhe garantiu o triunfo, e aproveitou para, em tom de provocação, desejar feliz aniversário da luta para o desafeto e questioná-lo sobre o especulada revanche entre eles.

À época com 21 e 22 anos, respectivamente, Belfort e Wanderlei ainda iniciavam suas trajetórias de sucesso no esporte quando se enfrentaram no card do ‘UFC Brasil’, realizado em São Paulo (SP). Com a experiência de já ter conquistado o título do torneio peso-pesado da organização, um ano antes, o carioca precisou de apenas 44 segundos de luta para, com uma explosão de golpes em linha, nocautear o curitibano e garantir a vitória.

Desde então, uma revanche entre as superestrelas do MMA mundial tem sido ansiosamente aguardada pelos fãs do esporte. O segundo encontro esteve próximo de acontecer quando ambos foram selecionados como treinadores do reality show ‘The Ultimate Fighter’, que garantiria o confronto entre eles ao final do show. Porém, uma lesão na mão de Belfort atrapalhou os planos do UFC, deixando um gosto amargo na boca dos torcedores que ansiavam pela disputa.

“Wanderlei, feliz aniversário. Nos encontramos há 22 anos atrás. E aí, vamos comemorar outro aniversário?”, questionou Belfort.

Recentemente, a revanche entre os desafetos declarados voltou a ganhar tração, com ambos trocando provocações pelas redes sociais e através da mídia. Atualmente, Vitor possui contrato com o ONE Championship, onde aparentemente colocaria em prática uma nova modalidade em conjunto com a organização: o ‘BOXEMMA’, que teria elementos de boxe misturados com MMA. Já Wanderlei, que não luta desde 2018 e já flertou com a aposentadoria, não faz parte do plantel de nenhum evento neste momento.