<
>

UFC 254: Justin Gaethje questiona obrigação de revanche imediata caso vença Khabib Nurmagomedov

play
Borrachinha publica vídeo treinando e dispara: 'Em dezembro, vou aniquilar; dominar esse cinturão' (0:34)

Brasileiro foi derrotado por Adesanya, no UFC 253, e promete voltar com tudo | Instagram: borrachinhamma (0:34)

O cartel irrepreensível e a superioridade demonstrada sobre os adversários da categoria em toda a sua trajetória na principal organização do mundo, inclusive durante seu reinado como campeão peso-leve (70 kg) da liga, podem não ser o suficiente para que Khabib Nurmagomedov receba a revanche imediata caso seja superado por Justin Gaethje na luta principal do UFC 254. Pelo menos é o que garante o americano, detentor do cinturão interino da divisão até 70 kg do Ultimate.

Em conversa com a imprensa durante o media day virtual do UFC 254, realizado nesta quinta-feira (1º), Justin destacou que a possibilidade de conceder ao russo a chance de recuperar o título dos leves imediatamente, caso o mesmo o perca no dia 24 de outubro, depende principalmente de como será o andamento do confronto, mais especificamente, em como a vitória será conquistada.

De acordo com o americano, caso vença Khabib de forma controversa, a revanche imediata entre eles seria um movimento certo, porém, se conseguir um triunfo convincente, Gaethje não espera reencontrar o campeão linear em sua primeira defesa de cinturão.

“Tem muitos fatores que podem influenciar isso. Como você perde. Se for uma luta realmente muito equilibrada e eu, de alguma forma, consiga uma (vitória por) decisão controversa, então, sim, tenho certeza que nos enfrentaríamos novamente em uma revanche (imediata). Se eu conseguir vencê-lo cedo, eu vou olhar para o próximo (na fila). Se eu for superado cedo, ele vai continuar lutando. Como essa luta se desenrolar vai ser um grande fator”, analisou Gaethje.

Justin Gaethje chega para a disputa com 22 triunfos, sendo 19 por nocaute, e apenas dois reveses em seu cartel. O americano conquistou o título interino da categoria em maio deste ano, ao nocautear Tony Ferguson, na luta principal do UFC 249. Por sua vez, Khabib Nurmagomedov, que atua no MMA profissional desde 2008, possui 28 vitórias em sua carreira ainda sem derrotas. A última vez que o russo atuou foi em setembro de 2019, quando finalizou Dustin Poirier, em sua segunda defesa de cinturão.