<
>

UFC: quais os planos de Borrachinha para conseguir revanche contra Adesanya

play
Borrachinha se irrita, vê desrespeito de Adesanya após nocaute e pede revanche: 'Vou arrancar a cabeça desse palhaço' (0:59)

Brasileiro detonou atitude do rival após vencer a luta no último sábado, pelo UFC 253 (0:59)

Paulo Borrachinha já definiu com sua equipe o planejamento para voltar a ter uma chance de lutar contra Israel Adesanya, depois de ser nocauteado no último sábado no UFC 253.

A volta aos treinos deve acontecer já nas próximas semanas. O brasileiro, que conheceu seu primeiro revés na carreira no MMA, deve ter apenas sete dias de descanso e já voltar à academia. Uma segunda luta imediata contra o campeão, porém, é improvável.

A estratégia traçada para Borrachinha, então, será lutar no mesmo evento que Adesanya fizer sua próxima defesa de cinturão, independentemente de quando aconteça – as suspensões médicas dos lutadores do evento em Abu Dhabi (EAU) ainda não foram anunciadas.

Assim, em caso de qualquer problema com um eventual desafiante de Adesanya, Borrachinha estaria pronto para a revanche. “Por isso que ele quer lutar no mesmo dia que o Adesanya, porque se a luta do rival do Adesanya cair, ele já quer lutar com o Adesanya, porque ele merece”, disse o empresário Wallid Ismail, ao Canal Encarada, no Youtube.

Segundo o agente de Borrachinha, o pedido ainda não foi, mas será feito a Dana White, que reprovou a forma como o brasileiro atuou no sábado – o que também afasta a revanche imediata. “Ainda não pedimos, mas já estamos falando”, afirmou Wallid Ismail, que também disse que a derrota mudou os planos de mudança de peso do pupilo. "Ele ia subir para os 93 kg (meio-pesados), não vai mais subir. Vai ficar só para pegar o Adesanya."

Um dos argumentos que serão usados para convencer o chefão do UFC para o combate será a venda de pacotes de pay-per-view no último sábado. Os números ainda não foram divulgados, mas o empresário brasileiro falou em superar Khabib Nurmagomedov x Conor McGregor.

“O pay-per-view vendeu, até a abertura da luta, mais do que o McGregor e o Khabib. Estamos esperando os números do PPV. Ele merece, vendeu bem, estava invicto. Tem todos os componentes que merece para fazer uma revanche”, disse.

Borrachinha e sua equipe ainda não têm um nome em mente para possível próximo rival, mas a mira é em um dos lutadores que estão nas primeiras posições do ranking dos médios.

Ex-campeão e primeiro abaixo de Adesanya na lista oficial do UFC, Robert Whittaker tem luta marcada contra Jared Cannonier para 24 de outubro, em combate que deve definir o próximo desafiante. Em seguida, os nomes do topo do ranking são Yoel Romero (já vencido por Borrachinha) e Jack Hermansson e Darren Till (que devem se enfrentar em dezembro).