<
>

Dana White diz que Adesanya 'deu aula' a Borrachinha: 'Não foi luta do ano, foi a dominação do ano'

A luta entre Adesanya e Borrachinha era uma das mais esperadas dos últimos tempos.

O nigeriano justificou a expectativa e "amassou" o brasileiro com um nocaute técnico no segundo round, mantendo o cinturão do peso médio do UFC.

A performance diante de Borrachinha fez com que Adesanya fosse muito elogiado pelo patrão Dana White na coletiva pós evento.

"Não foi a luta do ano, foi a dominação do ano. Digo, foi estranho porque se você olhar para todas as outras lutas de Borrachinha, ele vai atrás das pessoas como se elas devessem dinheiro a ele. Acho que ele acertou um soco nessa luta. Não tentou agarrar contra a grade, não tentou dominar o centro do octógono. Foi muito estranho", disse Dana.

"Você terá que perguntar para ele o que aconteceu. Não interessa o que foi, Adesanya deu uma aula. Os três primeiros chutes na panturrilha destruíram a perna dele e depois ele acertou o joelho e derrubou o joelho. Depois o queixo e o olho. Ele simplesmente desmantelou o Borrachinha e ganhou a luta", finalizou.

Veja todos os resultados do UFC 253:

CARD PRINCIPAL

Israel Adesanya (NIG) nocauteou Paulo Borrachinha (BRA) aos 3:59 do 2º round – pelo cinturão dos pesos médios
Jan Blachowicz (POL) nocauteou Dominick Reyes (EUA) aos 4:36 do 2º round – pelo cinturão vago dos meio-pesados
Brandon Royval (EUA) finalizou Kai Kara-France (NZL) com uma guilhotina a 0:48 do 2º round - moscas
Ketlen Vieira (BRA) venceu Sijara Eubanks (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – galos feminino
Hakeem Dawodu (CAN) venceu Zubaira Tukhugov (RUS) na decisão dividida dos jurados (28-29, 30-27, 29-28) - penas

CARD PRELIMINAR

Brad Riddell (NZL) venceu Alex Leko (BRA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) - leves
Jake Matthews (AUS) venceu Diego Sanchez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-26, 30-26 e 30-26) – meio-médios
Ludovit Klein (SVK) nocauteou Shane Young (NZL) aos a 1:16 do 1º do 1º round - penas
William Knight (EUA) venceu Aleksa Camur (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 30-27 e 30-27) – meio-pesados
Juan Espino (ESP) finalizou Jeff Hughes (EUA) com um neck crank aos 3:48 do 1º round - pesados
Danilo Marques (BRA) venceu Khadis Ibragimov (RUS) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) – meio-pesados