<
>

UFC 253: Brasileiro que venceu Adesanya duas vezes indica o caminho da vitória para Borrachinha

play
UFC | Promessa de morte, 'ele é burro' e muito mais: relembre as ofensas trocadas entre Adesanya e Borrachinha desde antes da luta ser marcada (1:04)

Rivais se cutucam há muito tempo pelo cinturão dos médios (1:04)

Israel Adesanya ainda não sabe o que é perder no MMA. Campeão dos médios, ele venceu todas as 19 lutas que fez e defenderá seu cinturão do UFC em uma quase inédita disputa de título entre dois invictos, contra Paulo Borrachinha.

Mas a história de que Adesanya nunca perdeu não é bem assim. E um brasileiro sabe muito bem disso. Alex Poatan Pereira venceu The Last Stylebender nos dois encontros que os dois tiveram no kickboxing.

Em 2016, Poatan bateu o rival por decisão unânime. No ano seguinte, fez ainda melhor e conseguiu um lindo nocaute após um cruzado de esquerda. Portanto, ninguém melhor para falar sobre a sensação de vencer o invicto Adesanya que o brasileiro.

"Já lutei duas vezes com o Adesanya no kickboxing, venci duas, uma por pontos, outra por nocaute. Fico muito feliz de ter feito essas lutas, principalmente pela forma que foi e porque hoje ele é o cara que tá sendo mais bem visto no MMA, na principal organização de MMA do mundo. Tem que ficar feliz, não tem como", disse em bate-papo exclusivo com o ESPN.com.br.

Sobre a luta deste sábado, Poatan vê Adesanya como favorito, mas encontra semelhanças em suas lutas com o nigeriano e diz que Borrachinha pode surpreender.

"Na minha opinião o Adesanya é favorito, mas o Borrachinha tem potencial, pode ganhar. É mais ou menos igual a minha luta, eu tinha cerca de 20 lutas e o Adesanya já tinha mais de 80 lutas no kickboxing. Todo mundo ficava 'não tem como, os números falam, o Adesanya é o melhor'. E eu quebrei a mentalidade dessas pessoas", disse.

"De novo os números mostram que o Adesanya é favorito, mas o Borrachinha pode ganhar. Por pontos eu acho difícil, pode até ganhar, mas acho que vai ter que ser por uma via rápida, por finalização ou nocaute."

Poatan disse não ter nenhuma dica técnica para Borrachinha, mas apontou um caminho para uma possível vitória do brasileiro.

"Dica técnica eu não tenho. Ele tá treinando com a equipe dele, fazendo muita coisa. Não tenho nenhum conselho porque ele vem treinando forte, vem bem. É isso que ele tem que fazer, treinar forte e bem", finalizou.