<
>

Tyron Woodley analisa derrota para Covington: 'Não sei que p*** aconteceu'

A luta entre Tyron Woodley e Colby Covington, que ocorreu no último sábado (19), na 11ª edição do UFC Las Vegas, era aguardada devido à rivalidade e à intensa troca de provocações entre os lutadores – mas acabou decepcionando o público.

O confronto terminou no início do quinto round, quando o ex-campeão dos meio-médios (77 kg) lesionou a costela e pediu para parar, decretando a vitória por nocaute para Chaos.

Woodley, que não compareceu à coletiva de imprensa após o evento, postou um vídeo em suas redes sociais enquanto era transportado para um hospital local para verificar seus ferimentos. Embora ainda não contasse com um diagnóstico dos médicos, o lutador disse que havia “estourado uma costela”, de acordo com transcrição do site MMA Fighting.

“Agradeço vocês, amo vocês. Não foi do jeito que eu queria, era a última pessoa para quem eu queria perder”, ressaltou o lutador durante o vídeo. “Eu não sei que p*** aconteceu. Aconteceu. Tenho que tirar a poeira, sacudir a m*** e dar um jeito” completou.

O presidente do UFC afirmou, em coletiva de imprensa após o evento, que The Chosen One deveria começar a cogitar sua aposentadoria da modalidade. O americano lida com uma sequência de três derrotas e não sabe o que é vencer desde setembro de 2018, quando finalizou Darren Till.

“Acho que ele deveria começar a pensar em pendurar as luvas. Ele tem uma ótima carreira, ganhou seu dinheiro. (…) Todos nós envelhecemos, cara. Woodley teve uma boa carreira. Ele foi um campeão. Ele já está nesse esporte há algum tempo. Ele teve uma boa carreira no Strikeforce também”, disse Dana White.

Tyron Woodley foi campeão dos meio-médios entre julho de 2016 e março de 2019, quando perdeu o título para Kamaru Usman, no UFC 235 e ficou mais de um ano afastado dos octógonos. Em seu retorno ao octógono, o veterano foi superado por pontos por Gilbert Durinho por pontos, em maio deste ano, e agora derrotado por Colby Covington por nocaute técnico.