<
>

UFC: Australiana 'afunda' nariz de rival, juiz faz mais uma lambança e Ultimate tem um dos maiores 'banhos de sangue' da história

O card preliminar do UFC deste sábado, em Las Vegas, que terá como combate principal o duelo entre Colby Covington e Tyron Woodley, teve novamente uma polêmica de arbitragem.

Chris Tognoni, que já causou polêmica no evento da semana passada por cair no "migué" de Ed Herman, que fingiu ter levado um golpe ilegal, enganou o árbitro, a luta seguiu e ele ganhou, foi novamente o centro das atenções.

No duelo entre a australiana Jessica-Rose Clark e Sarah Alpar, no terceiro round, Clark acertou uma joelhada no rosto da rival, que começou a sangrar.

Tognoni, a quem Dana White se referiu como o pior árbitro que já viu depois da polêmica na semana passada, interrompeu o combate para o atendimento médico de Alpar, que sangrava muito.

No entanto, muitos, inclusive Bruce Buffer, entraram no octógono achando que o duelo tinha sido encerrado devido à surra e sangramento da lutadora.

Tognoni disse que a luta não tinha acabado, expulsando os córners e até Buffer do octógono e recomeçou o combate. Só que Alpar voltou a sangrar muito instantaneamente.

play
0:53

Após 'afundar' nariz de Sarah Alpar, Jessica Rose-Clark diz que pediu desculpas à equipe da lutadora

Clark acertou uma joelhada no rosto da rival, que começou a sangrar

Alpar começou a levar uma nova surra da rival e mesmo assim Tognoni não interrompeu a luta, fazendo isso apenas quando restavam 40 segundos para o fim do combate.

A Comissão Atlética de Nevada se pronunciou após a luta e disse que a joelhada sofrida por Alpar no chão foi legal.

"Foi um golpe legal. Eles parar a luta porque acharam que não havia sido. Eles olharam o replay e confirmaram. Sarah Alpar foi perguntada se poderia e queria continuar e ela disse sim. Pelas regras da NSAC, a luta pode continuar, já que foi temporariamente pausada e não oficialmente interrompida", disse a comissão, segundo o repórter Aaron Bronsteter.

Infelizmente para Alpar, que ficou com o rosto completamente desfigurado, ela tem seu casamento marcado para o dia 10 de outubro, mas não deve estar plena como desejaria.

Na semana passada, Ed Herman recebeu uma joelhada no corpo e caiu em knockdown. No entanto, Tognoni interrompeu a disputa acreditando que se tratava de um golpe ilegal, o que garantiu tempo suficiente para o atleta se recuperar a ponto de finalizar Rodríguez no round seguinte.

“Essa foi a pior coisa que eu já vi. Ele é da droga do nível do Mazzagatti (árbitro de MMA). Foi uma das piores coisas que já vi. O cara venceu por nocaute, mas perdeu a luta. Foi horrível”, analisou Dana