<
>

UFC: Miocic diz que vai ser o maior peso-pesado da história ao vencer Cormier

Após praticamente um ano, Stipe Miocic e Daniel Cormier vão voltar a se enfrentar dentro do octógono do Ultimate. Ambos os lutadores fazem a luta principal do UFC 252, neste sábado (15), pelo cinturão do peso-pesado da franquia, em show em Las Vegas (EUA). O debate que cerca esse combate é se o vencedor pode ser apontado como o maior de todos os tempos da divisão. Para o atual campeão, não há dúvidas disso.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Miocic justificou sua afirmação ao apontar todos os feitos que os dois conseguiram pela categoria e na organização. O atual campeão é o único atleta que conseguiu três defesas seguidas de cinturão da divisão, enquanto ‘DC’, já teve o título dos pesados e meio-pesados (93 k) simultaneamente.

“Definitivamente (sobre o vencedor ser o maior de todos os tempos). Acho que fizemos muito. Infelizmente para ele, serei eu”, disse Miocic, antes de elogiar o rival.

“Ele é um grande lutador. Aquele cara continua vindo, ele não para. Há uma razão para ele estar no topo. Ele é um grande lutador. Ele vai mostrar de novo aqui no sábado. Estou pronto para isso”, completou o lutador que tem 19 vitórias e três derrotas no MMA.

Para essa trilogia, Miocic vai precisar lidar com um aspecto diferente das duas apresentações anteriores. Dessa vez, o americano vai atuar em um octógono menor do que o oficial e isso poderia beneficiar o jogo de ‘DC’, que prefere a luta agarrada. Mas ciente dessa situação, o campeão adiantou que está pronto para tudo o que vier no duelo.

“Estou confiante. Trabalhamos em todos os aspectos do MMA. Trabalhamos em pé, no chão, no wrestling, no jiu-jitsu, no boxe, no kickboxing. Estaremos prontos para isso (caso seja derrubado). Se ele me derrubar, vou subir imediatamente”, explicou.

No primeiro confronto entre Daniel Cormier e Stipe Miocic, realizado em julho de 2018, ‘DC’ levou a melhor, ao nocautear o, até então campeão, e adicionar o cinturão peso-pesado à cinta dos meio-pesados (93 kg), esta renunciada pelo próprio alguns meses depois. Já em agosto do ano passado, na revanche, Stipe conseguiu recuperar seu título com uma vitória por nocaute técnico sobre o rival.