<
>

Chandler exalta importância de McGregor para o MMA, mas provoca: 'Finalizo em menos de dois rounds'

Na última sexta-feira (7), Michael Chandler nocauteou Ben Henderson, na luta principal do Bellator 243, ainda no primeiro round. O duelo pode ter marcado a última apresentação do americano dentro do cage da organização, já que agora não tem mais contrato com a liga. Por isso, agora surgem especulações sobre seu futuro e o próprio lutador comentou sobre uma possível luta contra Conor McGregor.

Em coletiva de imprensa após o evento, Chandler, questionado sobre esse hipotético confronto, já que agora é um agente livre e pode negociar com qualquer organização, afirmou que iria “copiar” a performance de Nate Diaz, quando derrotou o irlandês em 2016. O lutador adiantou que sua ideia seria cansar o rival para finalizá-lo.

“Na minha opinião, finalizo Conor em menos de dois rounds. Seria semelhante como a primeira luta dele com (Nate) Diaz. Desgastando ele, acertando socos fortes. Ele tem aquela mão esquerda forte e dura que ele joga reto. Você evita isso, o cansa um pouco e o faça ver Jesus”, afirmou o atleta, em trecho transcrito pelo site ‘MMA Junkie’.

Apesar de dizer que não teria problemas em finalizar McGregor, Chandler não deixou de elogiar o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC e sua importância para o esporte. O americano elogiou a confiança que o irlandês possui nele próprio.

“O que acontece com Conor McGregor é que sempre amei o que ele fez com o esporte. Eu nunca o odiei. No início, eu disse que ele não é tão bom quanto pensa, mas ele é melhor do que pensamos que é, e ele continuou a provar isso. Ainda não acho que ele seja tão bom quanto pensa que é, mas isso é uma prova de sua autoconfiança. Se todos nós tivéssemos um pouco mais de autoconfiança, como Conor McGregor, a vida seria um pouco diferente e olharíamos a vida de uma maneira diferente”, explicou.

Com o triunfo diante de Ben Henderson, Michael Chandler agora acumula 21 vitórias e cinco derrotas na carreira. Nas suas recentes cinco apresentações pelo Bellator, o americano saiu com o resultado positivo em quatro, perdendo somente para o campeão da categoria, Patricio ‘Pitbull’, quando foi nocauteado no primeiro round.