<
>

UFC: Ray Borg é demitido após falhas na balança e problemas fora do octógono

play
Um mês antes de encarar Borrachinha no UFC, Adesanya ousa e pinta o cabelo de rosa (0:09)

Dono do cinturão defende título dos médios contra o brasileiro no UFC 253 | via @stylebender (0:09)

A trajetória de Ray Borg no UFC chegou ao fim. Após uma série de problemas para bater o peso na categoria dos pesos-moscas (57 kg) e nos pesos-galos (61 kg), além de sair de dois confrontos seguidos de última hora, o lutador foi dispensado pela organização. A informação foi divulgada pelo site americano ‘MMA Fighting’ nessa sexta-feira (7).

No UFC desde 2014, o americano falhou na balança em quatro ocasiões na franquia, três nos moscas e uma nos galos. A última vez que não chegou na medida correta da divisão até 57 kg foi em fevereiro deste ano, quando enfrentou o brasileiro Rogério Bontorin.

Além dos problemas com a balança, Ray Borg saiu de dois compromissos marcados de última hora. A primeira vez foi quando enfrentaria Merab Dvalishvili, no dia 13 de junho, por alegar um imprevisto pessoal. O episódio se repetiu na semana passada, quando estava escalado para encarar Nathan Maness no card do dia 1º de agosto, em Las Vegas (EUA), e também foi retirado do evento.

Ray Borg venceu as seis primeiras lutas de sua carreira no MMA antes de assinar com o UFC. Na maior organização de MMA do mundo, o lutador tem o retrospecto de sete vitórias e cinco derrotas.

A última vez que pisou no octógono aconteceu em maio deste ano, quando foi superado por Ricky Simón, por decisão dividida. No momento mais importante de sua carreira, o americano disputou o cinturão dos moscas contra Demetrious Johnson, em 2017, quando foi finalizado no quinto assalto.