<
>

Na mira do UFC, Michael Chandler detona Ben Henderson com mão pesada em revanche pelo Bellator, e Durinho já pede duelo contra Poirier

Quando um soco bem dado entra, não tem o que fazer!

E foi assim que com pouco mais de dois minutos de luta, Ben Henderson acertou uma esquerda no queixo de Benson Henderson, nocauteou o rival e venceu o duelo principal do Bellator 243.

Muitos esperavam uma luta equilibrada, e assim ela ia se desenhando nos primeiros movimentos. Benson é conhecido por durar muito nos duelos, tanto que só havia sido nocauteado uma vez na carreira até então, por Rafael dos Anjos. Entretanto, não teve como.

Agora, com o fim de seu contrato com o Bellator, muito se especula sobre o futuro de Chandler - e ele não podia ter um momento melhor para negociar um bom contrato onde quer que seja.

O UFC está de olho no lutador de 34 anos, e o brasileiro Gilbert Durinho já está fazendo campanha para ver um duelo de Michael contra Dustin Poirier.

Dois encontros, duas vitórias

O primeiro encontro entre os dois aconteceu em 2016, no Bellator 165. Na ocasião, Chandler venceu por dividão dividida, mas o resultado gerou polêmica, de tão equilibrada que foi a luta.