<
>

UFC: Urijah Faber relembra chutes de José Aldo e decreta: 'Pior dor que já senti'

play
'Seria a maior luta que o UFC já viu em muito tempo'; Cormier e Ariel Helwani se provocam e cravam vencedor em St. Pierre x Nurmagomedov (1:24)

Dupla discorda sobre possivel vencedor do duelo entre lendas (1:24)

Com a experiência de quem já enfrentou e sofreu nas mãos, ou neste caso, com os pés, de ambos, Urijah Faber pôde acompanhar a disputa pelo cinturão peso-galo (61 kg) entre José Aldo e Petr Yan, realizada no dia 11 de julho deste ano, com conhecimento de causa. O triunfo do russo no UFC 251, no entanto, não diminuiu a admiração do veterano pelo brasileiro, ex-campeão peso-pena (66 kg) do WEC e do Ultimate.

Apontado como uma das principais armas do ‘Campeão do Povo’, o potente chute baixo do manauara é lembrado até hoje por Faber, que teve suas pernas castigadas pelo golpe na derrota sofrida para o atleta da Nova União em 2010, ainda pelo extinto evento WEC.

A marca registrada de Aldo havia perdido espaço no repertório do ex-campeão nos últimos anos, mas foi reincorporada ao seu arsenal ofensivo na luta contra Petr Yan.

E, ainda que não tenha sido suficiente para garantir o triunfo do brasileiro, Faber – em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight – corroborou a importância vista por fãs e especialistas que cobravam o retorno dos chutes baixos do ex-campeão.

De acordo com o americano, a dor provocada pelos inúmeros golpes deste tipo aplicados por Aldo em 2010 até hoje é a maior sentida por ele em sua vida.

“Eu considero Aldo um dos melhores lutadores de todos os tempos, e eu senti o motivo com aqueles chutes. Eu estava esperando que ele ganhasse, sou um torcedor do Aldo, mas ele fez uma grande luta. Aqueles chutes são terríveis. Quando você pensa nas minhas lutas, tem eu quebrando minha mão contra Mike Brown, tem minha perna sendo maltratada por Aldo. Eu consigo lembrar desses chutes. Provavelmente a pior dor que eu já senti. E foi tudo nos tecidos moles, então levou um tempo até que eu me recuperasse”, relembrou Urijah Faber.

No último dia 11 de julho, no UFC 251, José Aldo acabou superado por Petr Yan por nocaute técnico no quinto round da disputa pelo cinturão dos galos, em evento promovido na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU). O ex-campeão dos penas buscava seu segundo título do Ultimate por duas divisões diferentes.

Além da derrota para José Aldo pelo WEC em 2010, o veterano Urijah Faber foi superado por Petr Yan em sua última apresentação pelo Ultimate, em dezembro do ano passado. O triunfo do russo veio através de nocaute após aplicar um chute na cabeça do americano.