<
>

UFC 251: Aldo promete voltar mais forte e rebate críticas: 'Perder uma batalha não te torna capaz de humilhar e descartar o outro'

play
No UFC 251, José Aldo leva 62 golpes no rosto no 5º round, é massacrado e nocauteado; árbitro demorou a encerrar a luta? (0:52)

Brasileiro perdeu para o russo Petr Yan na madrugada de domingo em luta nos Emirados Árabes Unidos (0:52)

Depois de perder para Petr Yan no UFC 251 do último sábado, José Aldo, que tentava o cinturão dos galos, usou as redes sociais para desabafar e também tranquilizar seus fãs.

Aldo perdeu a disputa do título para o russo no quinto round, quando sofreu nocaute técnico. Yan montou nas costas do brasileiro e aplicou diversos golpes na cabeça do rival, punindo com "marretadas" até a interrupção do árbitro, tardia na visão de especialistas.

Ex-campeão dos penas, o brasileiro agora sofreu cinco derrotas em suas últimas sete lutas no UFC.

Veja abaixo o depoimento de Aldo nas redes sociais:

View this post on Instagram

Hoje acordei pensando no que dizer a todos, e o que tenho a falar é que a derrota faz parte do esporte, faz parte da minha vida e só não perde aquele que não luta. ⠀ Eu dei o meu máximo nessa luta, dei o máximo e o melhor nos treinos, dei o meu máximo na minha alimentação, mesmo em tempos de pandemia eu batalhei pelo o que eu queria, mas infelizmente não deu. ⠀ Ninguém mais do que eu queria muito esse cinturão, queria muito fazer história mas o meu adversário se saiu melhor ontem e ele tem os seus méritos. ⠀ Mas as pessoas tendem a carregar a ideia de um mundo perfeito e esquecem que perder uma batalha não te torna capaz de humilhar e muito menos descartar o outro. ⠀ Empatia é se colocar sempre no lugar do outro. Eu voltarei muito mais forte do que já sou. ⠀ A minha gratidão fica para minha equipe Nova União, aos meus amigos, fãs e minha família a quem dedico o meu melhor todos os dias. ⠀ ⠀ Força e honra sempre! ⠀ Deus é conosco 🙏🏽 📷buda mendes

A post shared by José Aldo Junior (@josealdojunioroficial) on

Hoje acordei pensando no que dizer a todos, e o que tenho a falar é que a derrota faz parte do esporte, faz parte da minha vida e só não perde aquele que não luta. ⠀

Eu dei o meu máximo nessa luta, dei o máximo e o melhor nos treinos, dei o meu máximo na minha alimentação, mesmo em tempos de pandemia eu batalhei pelo o que eu queria, mas infelizmente não deu. ⠀

Ninguém mais do que eu queria muito esse cinturão, queria muito fazer história mas o meu adversário se saiu melhor ontem e ele tem os seus méritos. ⠀

Mas as pessoas tendem a carregar a ideia de um mundo perfeito e esquecem que perder uma batalha não te torna capaz de humilhar e muito menos descartar o outro. ⠀

Empatia é se colocar sempre no lugar do outro. Eu voltarei muito mais forte do que já sou. ⠀

A minha gratidão fica para minha equipe Nova União, aos meus amigos, fãs e minha família a quem dedico o meu melhor todos os dias. ⠀ ⠀

Força e honra sempre! ⠀
Deus é conosco