<
>

Mais um brasileiro testa positivo para COVID-19, e estreia de Edgar nos galos pode ser adiada de novo

play
Masvidal diz que fez UFC ceder em negociações de novo contrato antes de encarar Usman: 'Sabemos o que eu mereço' (2:26)

Masvidal conversou com Ariel Helwani na semana do UFC 251 (2:26)

Nesta segunda-feira, Pedro Munhoz testou positivo para a COVID-19, segundo Ariel Helwani, da ESPN.

Pedro é o quarto brasileiro que estava escalado para lutar na Ilha da Luta e testou positivo para o coronavírus - Gilbert Durinho, Anderson Berinja e Vinicius Mamute tiveram suas lutas canceladas após testarem positivo, enquanto Marina Rodriguez teve o seu combate adiado após uma pessoa de seu staff testar positivo. Munhoz enfrentaria Frankie Edgar no dia 15 de julho na luta que seria a estreia do americano no peso galo.

A luta está suspensa e o UFC tenta achar um substituto para enfrentar Frankie Edgar, mas esbarra na dificuldade de viagens e testes em pouco tempo de janela. O objetivo, porém, é manter a estreia de Edgar nos galos para dia 15.

Pelo Twitter, Edgar desejou uma pronta recuperação ao brasileiro. "Triste ouvir que você teve um teste positivo, Pedro. Desejo uma rápida recuperação e saiba que assim que você estiver pronto de novo, estarei esperando."

Caso a luta seja adiada, será a segunda vez que a estreia de Edgar nos galos é postergada. Na primeira oportunidade, o americano estava escalado para lutar com Sandhagen, mas aceitou de última hora um desafio contra Chan Sung Jung, o Zumbi Coreano, para salvar o card do UFC Fight Night 165.

Na luta, Edgar sofreu um nocaute técnico impressionante e acabou suspenso por 6 meses pelos médicos, o que cancelou a luta com Sandhagen.