<
>

UFC: Durinho diz que 'está se sentindo bem' após testar positivo para COVID-19

play
Dana White explica como UFC fechou duelo entre Usman e Masvidal: 'É a luta que as pessoas querem ver' (1:05)

Luta pelo cinturão dos meio-médios será evento principal do UFC 251 (1:05)

Gilbert Durinho deveria desafiar Kamaru Usman pelo título do meio-médio no UFC 251 no sábado. Agora, ele vai torcer para seu ex-companheiro.

Burns (19-3) confirmou à ESPN nesta segunda que foi retirado da luta contra Usman após testar positivo para a COVID-19 na sexta-feira. Durinho falou que foi testado na Flórida, aonde mora, em 29 de junho e os resultados voltaram negativos.

Ele voou para Las Vegas na quinta e estava escalado para voar até a Ilha da Luta, em Abu Dhabi, na sexta, mas recebeu a notícia do teste positivo pela manhã.

O UFC substituiu Gilbert com Jorge Masvidal (35-13) para o evento principal do UFC 251. Burns, que terinou com Usman de 2012 até este ano, disse que torce pela vitória do nigeriano.

"Antes de mais nada, eu meio que gosto do cara", disse à ESPN. "Se o Masvidal vencer, a divisão vai ficar louca. Vai ser um circo. Ele vai lutar com Conor ou Nate Diaz. Não acho que a divisão irá correr da maneira certa - o Nº 1 e o Nº 2 no ranking lutando pelo título. Ele vai transformar em bagunça, então é mais um motivo que eu quero que Kamaru vença.

Durinho, 33, disse que o único sintoma que ele teve durante a semana foi uma dor de cabeça constante. Dois de seus técnicos testaram positivo. Herbert, o irmão mais novo, testou negativo apesar de ter viajado para Las Vegas com os três.

Gilbert treina na Sanford Mixed Martial Arts, no sul da Flórida. A academia é afiliada com a Sanford Health, um sistema de saúde baseado no sul de Dakota, mas foi bastante atingida pela pandemia.

"Acredito que seja algo da Flórida", disse Burns, que lutou duas vezes em 2020. "Não estamos seguros mais".

De acordo com Gilbert, ele e seu time foram até a Flórida em um carro fornecido pelo UFC. Ele disse que está "se sentindo bem" e está com a família. Durinho pretende ficar em quarentena total até receber um diagnóstico negativo.