<
>

A um passo de 'zerar' o UFC: Amanda Nunes está diante do maior desafio da carreira para solidificar seu status de maior de todos os tempos

play
Ariel Helwani: Amanda Nunes é indiscutível a maior de todos os tempos - mas isso pode mudar com o tempo e Spencer tem chances (1:31)

Jornalista da ESPN americana falou com exclusividade sobre o desempenho da brasileira, que lutará no sábado (6) contra Felicia Spencer (1:31)

É impossível fazer uma lista das maiores atletas da história do Brasil e não colocar o nome de Amanda Nunes ao lado de tantas outras que brilharam como Hortência, Maria Esther Bueno, Magic Paula, Maria Lenk, Marta, entre outros grandes nomes.

Afinal, a "Leoa" não é só uma grande atleta brasileira. Ela é tida, e com todos os méritos, como a maior lutadora de MMA da história aos 32 anos.

Neste sábado, ela desafia a história mais uma vez no UFC 250, onde enfrenta a canadense Felicia Spencer, pelo cinturão do peso pena feminino, em Las Vegas.

Conteúdo patrocinado por Sportingbet

Nunes tenta fazer o que ninguém na história de quase 30 anos do UFC, homem ou mulher, fez: defender dois cinturões simultaneamente no Ultimate.

Em toda a história da organização, somente outros três lutadores foram detentores de dois cinturões ao mesmo tempo: Conor McGregor, Daniel Cormier e Henry Cejudo. Mas nenhum deles optou por defender ambos os títulos.

"Eu irei me tornar (a primeira da história a defender dois cinturões simultaneamente). É continuar a fazer historia, é o que me move no esporte, quando escolhi esse esporte, escolhi por amor, o próprio esporte está me dando de volta o que eu vou ter nesse esporte. Com certeza me tornarei a melhor. Eu já sou a melhor, eu provei isso e agora é só consolidar mesmo e seguir fazendo meu trabalho", disse Amanda, em coletiva na quinta-feira.

Amanda no ano passado defendeu duas vezes o cinturão do peso galo. E segundo ela, se depender de sua vontade, não irá abrir mão de nenhum dos títulos.

"Não, não existe isso, isso vem do atleta. Se você quiser deixar o cinturão, você deixa. Eu decidi defender, algo que ninguém nunca fez na história. Você lutou pelos dois, é difícil você deixar um ir", disse Amanda.

A brasileira e a também lutadora do UFC Nina Ansaroff esperam a sua primeira filha, Raegan, para setembro. A campeã não descarta dar um tempo na carreira para cuidar da família.

"Minha filha está nascendo, eu quero esse tempo pra poder dar uma atenção à Nina (Ansaroff), à gravidez dela. Provavelmente (devo pausar a carreira), mas isso depende muito do momento que a gente esteja passando, vou decidir no momento, é muito difícil falar agora, mas vamos ver aí pra frente".

play
1:31

Ariel Helwani: Amanda Nunes é indiscutível a maior de todos os tempos - mas isso pode mudar com o tempo e Spencer tem chances

Jornalista da ESPN americana falou com exclusividade sobre o desempenho da brasileira, que lutará no sábado (6) contra Felicia Spencer

Esse é o último passo praticamente para a brasileira "zerar" o UFC. Ela já venceu todas as ex-campeã dos galos e penas na história do Ultimate.

Amanda já lutou, e venceu, todas as grandes do MMA feminino: Valentina Shevchenko (duas vezes), Ronda Rousey, Holly Holm, Miesha Tate, Germaine De Randamie e Cris Cyborg. Todas no auge.

Mesmo que perca para Spencer, o lugar de Nunes como a maior de todos os tempos já está garantido.