<
>

Blachowicz planeja 'se vingar' de Corey Anderson para desafiar Jon Jones em seguida no UFC

Neste sábado (15), Jan Blachowicz e Corey Anderson duelam na luta principal do UFC Rio Rancho, em embate que pode definir o próximo desafiante ao cinturão de Jon Jones. No entanto, para o meio-pesado (93 kg) polonês, o confronto tem um gostinho a mais, já que o rival americano já o superou anteriormente no Ultimate, em combate realizado em setembro de 2015.

Na ocaisão, ‘Overtime’, como é conhecido, saiu com a vitória por decisão unânime dos juízes. Cinco anos depois, Blachowicz revela a vontade maior que a de costume de vencer, a fim de ‘vingar’ o revés sofrido para Anderson. O polonês, inclusive, já mira um vitória convincente sobre o americano para almejar uma eventual disputa de cinturão contra ‘Bones’, rei da categoria até 93 kg.

“Depois de dois minutos daquela luta, já estava completamente exausto. Ele deu sorte naquele dia, há quatro anos. Estava na minha pior forma física, foi isso. Perdi algumas vezes, mas sei que sou melhor que o Corey. Mostrarei para ele que sou melhor. Estou bem ansioso, feliz. Nunca perdi uma revanche, e continuará assim. Meu wrestling está bem melhor do que quando lutamos pela primeira vez. Ele enfrentará um rival totalmente diferente. A pressão está do lado dele, mas posso esperar. Sinto dentro de mim que darei conta do Corey Anderson, porque nunca perdi uma revanche”, relembrou Jan, antes de projetar seu futuro na liga.

“Gostaria de ser o primeiro cara a vencer o Jon Jones. Depois da luta contra o Corey, acho que serei o próximo desafiante pelo cinturão. Provarei contra o Corey Anderson que minha próxima luta será pelo título. Antes de tudo, foco no Corey. Depois disso, terei feito o suficiente para garantir meu ‘title shot’”, completou o polonês, em entrevista ao site ‘MMA Fighting’.

Jan vem de ‘vitória morna’ na companhia sobre Ronaldo ‘Jacaré’. Já Anderson vem embalado por, possivelmente, seu maior triunfo na carreira. O americano nocauteou a sensação brasileira dos meio-pesados, Johnny Walker.