<
>

MMA: Cyborg tem muito interesse em lutar boxe após duelo pelo Bellator, admite empresária

Cris Cyborg tem uma tarefa difícil neste fim de semana. Então, com uma vitória, as opções poderiam se abrir para ela em grande estilo - e em vários esportes.

Cyborg, uma das melhores lutadoras da história das artes marciais mistas, desafiará Julia Budd pelo título feminino peso penas do Bellator no sábado no evento principal do Bellator 238 no The Forum em Inglewood, Califórnia, com transmissão exclusiva da ESPN Brasil e do WatchESPN a partir da meia-noite. É a estreia de Cyborg no Bellator após sua saída do UFC em setembro passado.

Com uma vitória sobre Budd, campeã de longa data do Bellator, Cyborg se tornaria a primeiro lutadora a ganhar títulos no UFC, Bellator, Strikeforce e Invicta FC. Uma vitória no sábado também permitirá que uma nova avenida floresça no boxe.

A empresária de Cyborg, Audie Attar, da Paradigm Sports Management, disse à ESPN na quinta-feira que o boxe pode "absolutamente" ser o próximo destino de Cyborg após este fim de semana. No contrato da brasileira com a organização, lutas de boxe estão previstas. Ela pode fazer isso.

"Uma coisa que me fez assinar com o Bellator e acho legal é que posso lutar boxe ou pro-wrestling se tiver a oportunidade. Com certeza, preciso de algum tempo para treinar boxe. Porque estou realmente focada no MMA. Vamos ver."

Cyborg, 34, disse que gostaria de fazer um training camp de seis meses para se preparar para uma luta no ringue. O boxe é, obviamente, parte de seu treinamento de MMA. Cyborg tem 17 nocautes em 21 vitórias profissionais no MMA, a maioria delas com as mãos. Ela tem sido uma das lutadoras de MMA mais temidas do mundo - homem ou mulher - da última década. Mas se ela competir no boxe, Cyborg disse que gostaria de se concentrar totalmente nisso.

"Eu treino boxe", disse Cyborg. "Mas eu acho que lutar boxe é diferente. É um esporte diferente. Acho que você precisa treinar apenas isso. É um esporte diferente. Estamos falando de artes diferentes."

Cyborg (21-2, 1 NC) disse que não se importa com sua adversária no ringue, mas isso é algo que ela quer fazer antes de se aposentar. Attar tem experiência com os melhores lutadores de MMA atravessando grandes combates de boxe; ele também é do time de Conor McGregor.

Enquanto isso, o presidente do Bellator, Scott Coker, disse que esteve em contato com vários promotores de boxe. O Bellator co-promoveria suas lutas de boxe enquanto ela estivesse sob contrato com a promoção do MMA. Cyborg e a invicta estrela do boxe Cecilia Braekhus manifestaram interesse em se enfrentar 2018. O promotor de Braekhus, Tom Loeffler, foi a primeira pessoa a procurar Coker depois que Cyborg assinou com o Bellator, disse Coker.

"[Cyborg] me disse antes de sair para o training camp: 'Deixe-me passar por este'", disse Coker. "Porque todo promotor de boxe que tem uma mulher de 65 ou 70kg está me chamando, dizendo que gostariam de enfrentar Cyborg. Eu disse: 'Por que não falamos sobre isso e ver se conseguimos algo programado?' Ela disse: 'Não, estou focada na Julia. ... Depois da luta, podemos conversar sobre isso.' "

Cyborg disse que não pensa em boxe por enquanto, porque está totalmente concentrada em tentar conquistar o quarto grande título de MMA no sábado. Budd (13-2) é um dos testes mais difíceis dos 15 anos de carreira do Cyborg. A canadense perdeu para apenas duas mulheres no MMA: Ronda Rousey e atual atual bicampeã do UFC, Amanda Nunes.

"Ainda não tenho esse plano", disse Cyborg sobre boxe. "Por enquanto não tenho nada. Não me preocupo com isso ... Uma coisa é que nunca escolho minhas adversárias. Só preciso estar pronta e deixar meu empresário lidar com isso".