<
>

UFC: José Aldo espera chance de cinturão nos galos e 'cutuca' McGregor: 'Não sei se consegue lutar ainda'

play
José Aldo fala sobre chance de cinturão, expectativa para o UFC 245 e diz que irá ao Catar ver o Flamengo no Mundial (2:08)

Brasileiro estreia contra Marlon Moraes no peso galo do UFC (2:08)

Um dos maiores nomes da história do MMA, José Aldo faz sua estreia no peso-galo no UFC 245. E bem contra um antigo conhecido e parceiro de treino seu: o também brasileiro Marlon Moraes.

A última luta de Moraes foi justamente pelo cinturão dos galos, perdendo para o campeão Henry Cejudo. E José Aldo crê que essa é a sua expectativa, brigar agora pelo cinturão na categoria após vencer Marlon.

Perguntado pela repórter dos canais ESPN Roberta Barroso se uma vitória sobre Marlon o colocaria como principal concorrente ao cinturão de Cejudo, Aldo foi enfático: "Eu acho que isso é fato. O resultado pode influenciar bastante nessa disputa do peso galo".

Aldo dominou os penas do UFC durante quatro anos, sendo o campeão invicto da categoria até 2015, quando foi derrubado por Conor McGregor. Mas Aldo descarta neste momento voltar aos penas para desafiar McGregor ou o atual campeão da categoria, Khabib Nurmagomedov.

"Nenhum dos dois eu penso. O Khabib é um grande atleta, campeão, faz por merecer de ser campeão. O McGregor eu não falo, não sei nem se ele consegue lutar ainda", afirmou Aldo.

Aldo revela planos de lutar até os 40 anos, e descarta novo encontro com McGregor: 'Não sei nem se consegue lutar ainda'

McGregor está afastado do octógono há mais de um ano, mas já tem data para voltar a lutar. Será em janeiro, contra Donald Cerrone.

Mas Aldo não descarta voltar ao peso pena para tentar se vingar de Max Holloway.

"Um cara que eu sinto vontade de lutar é o Max Holloway, ele me venceu duas vezes. Eu não consigo me ver perdendo para ninguém assim, duas vezes, então é um cara que eu sonho em um dia lutar, eu penso em voltar um dia para o peso pena para lutar com ele", finalizou.