<
>

Apesar de foco em Gordon, 'Do Bronx' mira luta contra Khabib: 'Sou o antijogo dele'

play
Charles do Bronx se diz pronto para vencer Khabib e 'desafia' McGregor: 'Seria o primeiro a nocauteá-lo' (1:14)

Brasileiro vai enfrentar o americano Jared Gordon no UFC São Paulo (1:14)

Charles ‘Do Bronx’ vive seu melhor momento da carreira dentro do Ultimate. Com cinco vitórias seguidas, o peso-leve (70 kg) mira manter sua boa fase na organização no UFC São Paulo, neste sábado (16), quando encara Jared Gordon. Apesar de manter o foco no seu próximo rival, o brasileiro, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, já vislumbrou um duelo contra o campeão da divisão: Khabib Nurmagomedov. Para o paulista, ele possui armas que poderiam complicar a vida do russo, que ainda está invicto após 28 lutas.

Khabib tem como sua especialidade a luta agarrada e nas suas últimas duas apresentações venceu Conor McGregor e Dustin Poirier por finalização. Justamente por isso, ‘Do Bronx’ afirma que possui um jogo que possa anular a principal arma do europeu. O brasileiro é faixa-preta de jiu-jitsu e recordista de finalizações no UFC, com 13 ao todo.

“O Khabib não tem o que falar, vem batendo em todo mundo. Já ganhou de todos do topo. Mas são todos caras da parte em pé, nenhum que veio do jiu-jitsu e que não teve medo de ser colocado para baixo. Eu sou o antijogo dele, sou o cara certo para lutar contra o Khabib. Acho que vencendo mais duas lutas, quem sabe tenha essa oportunidade de lutar contra ele. Seria muito bom por ter essa parte de jiu-jitsu e não ter medo de ser botado para baixo”, disse.

Entretanto, antes de pensar em disputar o cinturão da categoria, Charles precisa focar em Gordon. O faixa-preta de jiu-jitsu minimizou o fato de seu adversário não estar no ranking dos leves e afirmou que seu foco está o mesmo que se fosse para enfrentar um do tops da divisão, rechaçando o clima de “já ganhou”.

“Esses caras sem nome são os mais perigosos quando vêm para cá, sem pressão nenhuma. Só vêm para lutar e fazer a parte deles. É uma nova fase da minha vida e mereço um cara mais ranqueado. Isso que vem pedindo mais e uma hora ou outra isso vai acontecer. É manter a cabeça no lugar, me manter bem consciente na luta, sem pressa de nada. Se formos olhar para o ranking tem cara que já me venceu e está abaixo de mim e que tem que venci e está na minha frente. É não ir com esse negócio de já ganhou, com a cabeça no lugar. Luta é luta, tudo pode acontecer. Um soco colocado, finalização… É lutar consciente para sair vitorioso”, afirmou o brasileiro.

Recordista de finalizações da história do UFC, Charles não se coloca a pressão de conseguir mais uma vitória desta maneira. O paulista afirmou que sua meta, primeiramente, é mostrar um crescimento em todas as áreas da luta.

“Quero mostrar minha evolução cada vez mais. A luta vai começar em pé e quero mostrar a minha trocação, como está evoluindo, mas quem sabe, se Deus abençoar, quem sabe uma finalização”, contou.

Charles ‘Do Bronx’ já lutou duas vezes no ano, contra David Teymur e Nik Lentz, vencendo ambas, a primeira por finalização e a segunda por nocaute. O brasileiro acumula cinco vitórias seguidas no Ultimate.