<
>

UFC: 'Cigano' celebra longevidade e mira dar trabalho à nova geração da categoria

No próximo dia 25, Junior ‘Cigano’ vai completar 11 anos de UFC. Quando estreou na franquia, em 2008, o catarinense ainda era desconhecido do grande público e surpreendeu a todos ao nocautear o compatriota Fabrício Werdum, que era considerado franco favorito.

Mas qual seria o segredo do brasileiro que há tanto tempo se mantém em alto nível na categoria? De acordo com o atleta de 35 anos, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, essa longevidade é fruto de muita dedicação e trabalho.

Desde os primeiros passos na organização, o ex-campeão dos pesados chamou a atenção, principalmente por possuir uma movimentação acima da média para uma atleta da categoria, além de uma mão pesada.

Nas cinco primeiras lutas no UFC, o brasileiro venceu todas por nocaute, sendo quatro delas no primeiro round. Para corroborar a importância de ‘Cigano’ na franquia, ele está empatado com Cain Velásquez e Derrick Lewis como os lutadores com mais vitórias dessa maneira nos pesados, com 10.

“É muita dedicação e muita verdade. A minha história é feita de verdade, de muito trabalho duro, muita dedicação, muita fé. Então, eu acredito no meu potencial, acredito que eu sou capaz de conquistar coisas incríveis na minha vida", diz ele.

"E sigo nesse mesmo ritmo. E eu tenho só 35 anos, ainda tenho um bom tempo para lutar e vai continuar sendo assim. Muitos vêm e vão e eu estou aqui ainda, desde 2008, lutando contra os melhores, me mantendo no topo dessa categoria, que é uma coisa muito difícil. Sou feito de verdade e isso me assegura a manter a minha posição no ranking dos pesados. Muitos vêm, muitos vão, e o Cigano continua aqui”, disse o atleta, que atualmente é o lutador da divisão com mais tempo de Ultimate.

Dessa maneira, ‘Cigano’ sabe que, por ser o último representante da “velha geração” do UFC, vai ser testado contra a nova geração que vem surgindo na divisão. Mas nada que tire o sono do brasileiro, pelo contrário. O peso pesado comemora a renovação na categoria e pretende se testar contra eles. No dia 9 de novembro, o atleta tupiniquim encara Alexander Volkov, cinco anos mais novo do que ele, na luta principal do UFC Moscou.

“Acho ótimo (aparecer uma nova geração na categoria). Acho que o esporte só cresce, é um esporte maravilhoso, que dá oportunidades incríveis para as pessoas. Então, quanto mais as divisões se renovarem, melhor. Fica mais interessante para todo mundo. Mas uma coisa é certa: o público gosta de ver os caras das antigas dando trabalho para os novinhos, e eu estou aqui para isso”, completou o peso-pesado, que tem 15 triunfos na franquia.

Junior ‘Cigano’ possui um cartel de 21 vitórias e seis derrotas na carreira. Seu principal momento na carreira aconteceu em 2011, quando derrotou Cain Velásquez e sagrou-se campeão dos pesados do Ultimate.