<
>

UFC marca 'duelo de gângsters' entre Nate Diaz e Jorge Masvidal para novembro

Uma das maiores lutas de MMA para o ano de 2019 está marcada.

Nate Diaz contra Jorge Masvidal acontecerá no UFC 244 em 2 de novembro no Madison Square Garden, em Nova York, confirmou o presidente do UFC, Dana White, ao repórter da ESPN, Brett Okamoto. O combate entre as estrelas da categoria meio-médio será o evento principal.

"É a luta que os fãs querem ver", disse Dana White a Okamoto. "Nate Diaz chamou Masvidal para a luta depois de sua vitória sobre [Anthony] Pettis. Todo mundo está falando sobre isso. As pessoas estão me cobrando nas redes sociais, pedindo para que eu torne isso realidade. Agora posso anunciar que a luta está fechada".

Não será uma luta pelo título, o que é atípico para um evento principal.

"É uma daquelas lutas divertidas, interessantes, que os fãs querem assistir por cinco rounds - mas é grande demais para ser um Fight Night", disse White a Okamoto. "Então, será pay-per-view. Acabarei empilhando este cartão com lutas matadoras. O evento principal serão esses dois."

O UFC não marcará uma luta pelo título para o MSG porque, nas palavras de White, "eu nunca colocaria uma luta por cinturão abaixo disso. Não haverá uma luta pelo título [no MSG]".

Fontes disseram que a luta foi confirmada após semanas de negociações intensas entre o UFC e os dois lutadores.

No final da semana passada, o UFC tentou fechar Kamaru Usman contra Colby Covington pelo cinturão dos meio-médios no MSG. Depois de não conseguir chegar a um acordo com Covington, o UFC seguiu em frente e ofereceu a luta pelo título para Masvidal, segundo fontes. Depois de chegar a um acordo com Masvidal na quarta-feira, a promoção não conseguiu fechar um acordo com Usman. Isso levou o UFC a procurar Leon Edwards para ver se ele estaria interessado em lutar contra Masvidal pelo título interino, depois que uma ameaça foi feita para tirar o cinturão de Usman.

As conversas com Edwards não progrediram, porque no meio de tudo isso uma oportunidade se apresentou para fazer Diaz x Masvidal como a atração principal no MSG, disseram fontes. Uma vez que ficou claro que havia interesse de todas as partes para que a luta acontecesse, o UFC concentrou sua atenção nos últimos dias para marcar essa luta. Segundo apurou a ESPN, a luta foi fechada na sexta-feira de tarde.

Nate Diaz (20-11) dominou Anthony Pettis em sua volta ao octógono depois de três anos de ausência. Sua rivalidade de Diaz com Conor McGregor em 2016 o transformou em um dos maiores nomes da história do MMA.

Masvidal (34-13) teve um ano fenomenal. Ele nocauteou Darren Till em março e manteve o ritmo ao nocautear Ben Askren - o mais rápido da história do UFC.

Após vencer Pettis no UFC 241, Nate disse que queria enfrentar Masvidal.

Ele conseguiu seu desejo.

Por enquanto, não há avanço para uma luta entre Usman e Covington.

"Essa luta desmoronou completamente. ... Lembre-se disso, eu faço lutas acontecerem. Esse é o meu trabalho", disse White a Okamoto. "Quando saio e digo que estamos fazendo esse cara contra esse cara - se isso não acontecer, não é por minha causa. ... Eu não me importo com o tamanho de uma estrela. Eu tenho uma luta para fazer no MSG. As pessoas querem comprar ingressos e precisamos dar um jeito."

O UFC tem mais um pay-per-view em 2019 após o UFC 244, e é o UFC 245 em 14 de dezembro em Las Vegas.

O evento no Madison Square Garden marcará a quarta viagem do UFC à arena desde 2016.