<
>

Anderson Silva, José Aldo e Jéssica batem peso, mas UFC 237 perde luta importante

play
Anderson Silva diz que trocaria carreira no UFC e no MMA por chance de jogar futebol pelo Corinthians (2:23)

Brasileiro se consagrou e fez o MMA explodir no Brasil, mas disse que trocaria tudo para defender o time do coração em campo (2:23)

Anderson Silva, José Aldo, Jéssica Andrade e seus rivais bateram o peso e confirmaram suas lutas, mas o UFC 237, que acontece neste sábado no Rio de Janeiro, perdeu uma luta importante.

Por um problema ainda não divulgado, Diego Ferreira não se pesou na manhã desta sexta-feira e não vai mais enfrentar Francisco Massaranduba. O combate ia abrir o card principal.

Assim, o UFC 237 fica com 12 lutas.

Mas um combate ainda está sob risco. Bethe Correia ficou cerca de 2,5 kg e meio acima do que deveria, e o UFC ainda negocia para manter a luta contra Irene Caldana no card. O curioso é que a brasileira havia dito nesta quinta-feira à ESPN que tudo estava bem para o corte de peso e que todos poderiam ficar tranquilos quanto a isso.

A luta, porém, se manteve no card. Bethe foi multada em 30% do valor que receberia - 10% de multa da Comissão Atlética Brasileira e mais os 20% que o próprio UFC costuma aplicar. O valor vai para a adversária.

Dentre os brasileiros das lutas principais, Jéssica Bate-Estaca foi a primeira a ir para a balança. Ela precisou da ajuda da toalha, mas confirmou o peso.

Anderson Silva subiu com pressa na balança. Confirmou sua luta, mas nem ficou os 5 segundos pedidos pelos câmeras. Se pesou com tanta pressa que saiu até pelo lado contrário e não pegou nada para se reidratar na hora.

Aldo foi o último deles e também precisou da toalha, mas confirmou a luta.

O UFC 237 terá acompanhamento IN LOCO durante toda a semana e será contado em TEMPO REAL no ESPN.com.br/mma.