<
>

'Sou melhor do que isso': Kelvin Gastelum se manifesta após derrota no UFC Austin

Kelvin Gastelum durante pesagem oficial do UFC, em agosto de 2021, em Las Vegas (EUA) Chris Unger/Getty Images

No último sábado (2), Kelvin Gastelum fez sua primeira aparição entre os meio-médios (77 kg) desde 2015.

O retorno para a categoria, porém, não teve o desfecho que o veterano vislumbrava. Diante de Sean Brady, no UFC Austin, o americano foi amplamente dominado e finalizado no terceiro assalto.

Insatisfeito com sua performance, o ex-desafiante ao título dos pesos-médios (84 kg) lamentou o resultado após o evento em suas redes sociais.

Sincero em seu posicionamento, Gastelum admitiu que não apresentou sua melhor versão diante de Brady e parabenizou seu adversário pelo desempenho no embate. Sem dar indício de que pensa em abandonar o esporte, o lutador americano projetou um retorno à ativa o mais cedo possível para voltar à coluna das vitórias.

“Eu sou 100 vezes melhor do que eu mostrei nesta noite. Vou consertar isso e voltar o mais rápido possível! Muito amor a todos que me apoiam nessa missão. Sejam todos abençoados”.

“Você fez bem o seu trabalho, Sean Brady! Meus parabéns! Muito merecido, irmão! Tudo de melhor para você no futuro”, escreveu Kelvin, em sua conta no ‘X’.

Meio-médio ou peso-médio?

Depois de empreitada sem sucesso com 77 kg, resta saber se Gastelum insistirá em um corte de peso mais rígido nas próximas rodadas, ou se optará em voltar a competir na categoria até 84 kg, onde figura na 14ª colocação do ranking.

Aos 32 anos, Kelvin soma 18 vitórias, oito derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado) em seu cartel como profissional de MMA.