<
>

UFC 276: Poatan não se empolga com luta de Adesanya e manda recado antes de reencontro: 'Se não melhorar, vai dar ruim para ele'

Dono de uma das melhores atuações da noite, Alex Poatan confirma que não se impressionou com o desempenho de Israel Adesanya em mais uma defesa do cinturão


Não foi só o público presente em Las Vegas que ficou pouco impressionado com a luta de Israel Adesanya. Próximo desafiante ao cinturão do peso-médio, Alex ‘Poatan’ Pereira, que teve um dos melhores nocautes da noite, não escondeu o desapontamento com o desempenho do futuro adversário e tratou de mandar um recado claro.

“Eu não vejo grandes diferenças (entre lutas no kickboxing e agora no MMA). Ele é um cara que era melhor se fosse na trocação só para o kickboxing. Eu fico feliz com a minha vitória e com a vitória dele porque me dá a chance de disputar o cinturão. Mas não me empolgou, eu achei que ele poderia ser melhor, mas não conseguiu. Espero que quando for lutar comigo, esteja melhor que isso porque senão vai dar ruim para ele”, comentou o lutador para a ESPN.

O duelo entre Adesanya e Cannonier ficou bem longe do que se espera de uma luta pelo cinturão. Com poucos golpes e muito estudo pelos dois lutadores, o combate em si acabou sendo bem mais parado e sem ação. Por conta disso, o público não escondeu a insatisfação com o que os dois atletas apresentavam dentro do octógono.

Ele vai ter que vir melhor do que fez hoje. Não me empolgou e não empolgou muitas pessoas. No quarto round eu já vi gente indo embora. Mas eu vou fazer ele lutar e empolgar as pessoas.

Diferente de Adesanya, Poatan teve um grande desempenho neste sábado (2). No duelo contra Sean Strickland, o brasileiro teve um dos melhores momentos da noite e não esconde que é só o dono do cinturão confirmar que está pronto para lutar que o confronto acontecerá.

“Quando ele estiver pronto. Eu saí da luta, passei pelo médico e não tive nenhuma lesão. Poderia voltar a treinar amanhã já”, finalizou Poatan na coletiva.

Veja todos os resultados do UFC 276:

CARD PRINCIPAL

Israel Adesanya (NIG) venceu Jared Cannonier (EUA) na decisão unânime dos jurados (49-46, 49-46 e 50-45) - Cinturão peso-médio
Alexander Volkanovski (AUS) venceu Max Holloway (EUA) na decisão unânime dos jurados (50-45, 50-45 e 50-45) - Cinturão peso-pena
Alex Poatan (BRA) nocauteou Sean Strickland (EUA) aos 2:36 do 1º round - Peso-médio
Bryan Barberena (EUA) nocauteou Robbie Lawler (EUA) aos 4:47 do 2º round - Peso meio-médio
Pedro Munhoz (BRA) x Sean O’Malley (EUA) terminou sem resultado (dedo no olho não intencional) - Peso-galo

CARD PRELIMINAR

Jalin Turner (EUA) finzalizou Brad Riddell (NZL) com uma guilhotina a 0:45 do 1º round - Peso-leve
Jim Miller (EUA) finalizou Donald Cerrone (EUA) com uma guilhotina a 1:32 do 2º round - Peso meio-médio
Ian Garry (IRL) venceu Gabe Green (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-27) - Peso meio-médio
Dricus Du Plessis (AFS) venceu Brad Tavares (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) - Peso-médio
André Sergipano (BRA) venceu Uriah Hall (JAM) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-27) - Peso-médio
Maycee Barber (EUA) venceu Jessica Eye (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) - Peso-mosca
Julija Stoliarenko (LIT) finalizou Jessica-Rose Clark (AUS) com uma chave de braço a 0:42 do 1º round - Peso-galo