<
>

UFC: Sem luta agendada, Masvidal analisa Gilbert, mas reforça desejo por McGregor

play
UFC: Deiveson diz que racismo 'ficou constante' em suas redes sociais após episódio com treinador de Moreno (0:35)

Lutador brasileiro falou com exclusividade à ESPN (0:35)

"Qualquer um que conhece Gilbert e me conhece sabe que vai ser explosiva", diz Masvidal


Ainda sem novo compromisso agendado pelo UFC, Jorge Masvidal analisa as possibilidades sobre seu futuro. A prioridade do meio-médio (77 kg) parece ser garantir um combate contra Conor McGregor, que colocaria frente a frente duas das maiores estrelas da companhia e movimentaria milhões de dólares, rendendo bolsas atrativas para ambos os atletas. Mas ‘Gamebred’ também não descarta encarar outro conhecido rival de divisão.

Em entrevista ao ‘MMA Underground’, Masvidal reforçou seu interesse no confronto contra o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC, mas adiantou que, caso não tenha seu desejo atendido, estaria disposto a medir forças com o brasileiro Gilbert ‘Durinho’ Burns. O americano citou a evolução do niteroiense desde que subiu para os meio-médios e o estilo agressivo de ambos, o que, em sua visão produziria uma luta “explosiva”, como justificativas para o seu interesse no combate.

“Se eu não conseguir pegar Conor, obviamente, porque ele é o maior pagamento, Gilbert Burns é outra luta que eu adoraria. Eu me lembro de estar lá quando ele virou a página. Eu estava lá na China quando Gilbert lutou com aquele russo. Gilbert no 70 (kg) não era espetacular. Ele estava cortando muito peso, não tinha a potência, a velocidade que ele tem agora, o que é engraçado, certo? Você sobe de categoria e fica mais rápido e mais forte, mas foi isso que ele fez”, afirmou Masvidal, antes de completar.

“Desde então, ele virou a página, lutou pelo título mundial, venceu ex-campeões do mundo, vários grandes concorrentes, então Gilbert é uma luta que, em termos de estilo, eu quero fazer, porque eu sei que os fãs vão ficar malucos. Qualquer um que conhece Gilbert e me conhece sabe que vai ser explosiva. Onde quer que a luta vá, seja no chão ou em pé, não importa. Vai ser explosiva”, concluiu.

Alçado ao patamar de estrela do UFC após brilhar na temporada 2019, com três vitórias por nocaute sobre grandes nomes da organização, Jorge Masvidal chegou a disputar o título dos meio-médios de forma consecutiva, mas foi derrotado em ambas as ocasiões pelo campeão Kamaru Usman. Em sua mais recente apresentação, ‘Gamebred’ novamente foi superado, desta vez pelo desafeto Colby Covington, amargando seu terceiro revés em sequência.