<
>

UFC: Rockhold minimiza importância do cinturão e foca em luta contra Adesanya

play
UFC: Americano acerta cotovelada SURREAL e vence sérvio de forma INACREDITÁVEL; VEJA (1:42)

Evento do UFC aconteceu em Las Vegas neste sábado (21) (1:42)

Luke Rockhold quer enfrentar Israel Adesanya, campeão dos médios no UFC


Ao que parece, motivação não falta para Luke Rockhold voltar ao MMA. Sem atuar desde 2019 e derrotado nas últimas duas lutas disputadas, o americano deve enfrentar Paulo ‘Borrachinha’ no UFC 277, evento que acontece no dia 30 de julho, no Texas (EUA), e ignora o tempo de inatividade e a má fase. Tanto que o ex-campeão do peso-médio (84 kg) da companhia já mira o duelo contra Israel Adesanya, atual rei da categoria.

Em entrevista ao canal do ‘YouTube’ ‘Submission Radio’, Rockhold revela em que estado se encontra para atuar no UFC e competir em alto nível após três anos de afastamento. O americano ressalta que, ao contrário de parte dos lutadores, não se preocupa com o cinturão e nem se dá por satisfeito em apenas disputar o objeto. Segundo o veterano, sua missão é clara: enfrentar e destronar o campeão.

Recuperado das lesões e fortalecido mentalmente, o ex-campeão do peso-médio do UFC garante estar pronto para fazer um retorno triunfal ao MMA e 100% confiante em suas habilidades. Tanto que o atleta está disposto a aceitar as lutas mais difíceis para provar seu valor e, no futuro, encarar Adesanya e impressionar no octógono.

“Não entendo o que as pessoas pensam. É o cinturão? Qualquer um que olha para o cinturão e só quer o cinturão é uma vadia. Eu olho para o campeão e quero vencer o campeão para ser o campeão. Não é o cinturão. O cinturão interino é sempre uma besteira. Você não olha para a po*** do cinturão como, ‘Ah, os cinturões vão fazer de você um campeão’. Vencer o campeão faz de você um campeão. Então, é nisso que você se concentra, na droga do campeão. Eu quero lutar contra Adesanya e me testar contra os melhores”, declarou o ex-campeão do UFC.

Veterano do MMA, Luke Rockhold, de 37 anos, iniciou sua trajetória no esporte em 2007, disputou 21 lutas, venceu 16, 14 delas pela via rápida, e perdeu cinco vezes, sendo todas por nocaute. Em sua carreira, o americano foi campeão do peso-médio do Strikeforce e do UFC. Seus triunfos mais importantes foram sobre Chris Weidman, Keith Jardine, Lyoto Machida, Michael Bisping, Ronaldo ‘Jacaré’, Tim Boetsch e Tim Kennedy. Em seu retorno à ação, o profissional visa encerrar a má fase e causar uma boa impressão no octógono.