<
>

'Cigano' lamenta lesão no ombro e diz: 'Me sentia bem de estar de volta ao octógono'

Lutador brasileiro estava há mais de um ano sem pisar nos octógonos


Após mais de um ano sem pisar dentro de um cage, o retorno de Junior ‘Cigano’ ao MMA não foi como ele esperava. Na última sexta-feira (20), na luta principal do Eagle FC, o brasileiro foi derrotado por Yorgan de Castro, após deslocar o ombro e não ter condições de atuar.

Após uma imagem chocante, os fãs do ex-campeão dos pesados do UFC ficaram preocupados com seu estado físico e o próprio fez questão de mandar um comunicado.

Através de suas redes sociais, ‘Cigano’ tranquilizou a todos e revelou que vai passar por exames para saber o que fazer no local lesionado. Além disso, o lutador destacou o quanto estava feliz em voltar ao esporte e lamentou o desfecho do combate.

“Meu ombro já voltou para o lugar, colocaram ele no lugar. Já falei com meu médico e agora vamos fazer os exames necessários para saber o procedimento e resolver isso o mais rápido possível. Queria agradecer as mensagens, a preocupação e dizer que me sentia muito bem de estar de volta ao octógono, de lutar de uma forma boa como há muito tempo não sentia. Eu estava feliz de estar ali dentro e não queria estar em nenhum outro lugar. Também estava conseguindo entregar tudo que estava proposto a entregar”, afirmou.

No MMA profissional desde 2006, Junior ‘Cigano’ soma 21 vitórias e dez reveses em seu cartel na modalidade, mas atualmente não vive um bom momento, com cinco derrotas seguidas. Seu momento de maior destaque no esporte aconteceu em 2011, quando foi campeão dos pesados do UFC após nocautear Cain Velasquez.