<
>

UFC Vegas 54: Vivi Araújo promete explorar falhas de adversária para se recuperar

Neste sábado, Viviane Araújo encerra o card preliminar da edição do UFC Vegas 54 junto de Andrea Lee


Veterana do MMA e integrante de destaque no peso-mosca (57 kg) do UFC, Viviane Araújo busca se recuperar na organização. Neste sábado (14), a brasileira encerra o card preliminar da edição ‘Vegas 54’ junto de Andrea Lee e elogia a adversária. No entanto, a atleta adianta que, apesar de reconhecer a qualidade da oponente, o respeito que tem por ela não vai ser visto no octógono.

Em entrevista à Ag. Fight, Viviane mostrou estar familiarizada com Andrea.

A brasileira destaca o bom momento que a adversária atravessa na carreira, mas ressalta que não está impressionada. Em suas últimas lutas, a americana finalizou Antonina Shevchenko, nocauteou Cynthia Calvillo e passou a ocupar o nono lugar no ranking do peso-mosca do UFC.

No entanto, mesmo derrotada em sua última aparição no octógono, ‘Vivi’ se classifica como uma atleta superior e avisa que vai atuar de forma inteligente. De acordo com a veterana, agora o importante é fazer de tudo para vencer, sem se importar com o show.

“A Andrea é uma atleta que está vindo com vitórias, está em ascensão na organização, então fico feliz e honrada por estar pegando uma atleta tão dura. Ela é bastante agressiva, tem uma trocação boa, um chão muito bom, mas creio que sou mais agressiva do que ela. Estudei bastante o jogo dela, vi falhas ali e posso estar um passo na frente dela na luta. Vou buscar estar na frente dos rounds”, declarou a profissional.

Atualmente, Viviane se encontra no oitavo lugar no ranking do peso-mosca do UFC, ou seja, tem a missão de defender sua posição contra Andrea, que vem logo abaixo na tabela de classificação. Mesmo com o resultado negativo em sua mais recente luta, a brasileira segue confiante em suas habilidades.

Tanto que ‘Vivi’, em caso de vitória neste sábado, não esconde que seu objetivo é medir forças com a elite da divisão, pois só assim vai mudar de patamar nela e, quem sabe, disputar o cinturão na próxima temporada.

“Creio eu que uma vitória me leve para perto do top-5. Depois dessa vitória, com certeza vou pedir uma top-5. Quero fazer mais duas lutas. Me preparei muito bem mentalmente e fisicamente. Me sinto na minha melhor versão. É buscar as vitórias e galgar as posições rumo ao cinturão”, concluiu.