<
>

UFC: Amanda Ribas sobe de categoria e encara líder do ranking de olho no cinturão

Na edição do UFC Vegas 54, Amanda Ribas sobe para o peso-mosca (57 kg) e vai medir forças com Katlyn Chookagian, primeira colocada no ranking da categoria


Promessa do MMA nacional, Amanda Ribas se destaca no UFC por conta de suas atuações no peso-palha (52 kg), mas, neste sábado (14), possui um compromisso diferente e importante. Na edição ‘Vegas 54’, a atleta sobe para o peso-mosca (57 kg) e vai medir forças com Katlyn Chookagian, primeira colocada no ranking da categoria.

Dessa forma, um triunfo da mineira sobre a veterana a aproxima de disputar o título da divisão.

E o duelo em questão foi casado de forma inusitada. Em entrevista à Ag. Fight, Amanda revelou que seu objetivo era permanecer no peso-palha, mas, como Michelle Waterson, sua adversária original, se lesionou e encontrou dificuldade para achar novas oponentes, decidiu subir de categoria para voltar a atuar. Vale pontuar que a última vez que a brasileira subiu ao octógono foi em outubro.

Curiosamente, em seu retorno aos moscas, a atleta, mesmo sem estar ranqueada na divisão, encara Chookagian, um dos maiores nomes da história dela. Inclusive, a mineira revelou que a americana não criou problema para aceitar o embate.

‘Blonde Fighter’ busca defender sua posição como número um no ranking do peso-mosca, abaixo apenas da campeã Valentina Shevchenko, e está motivada, já que está de contrato renovado com o UFC.

Além disso, a americana tem clara vantagem física, pois é mais alta e é uma atleta natural da categoria, enquanto Amanda precisa fazer uma preparação adequada para se fortalecer e atuar na divisão. No entanto, se engana quem pensa que a brasileira teme a oponente.

Pelo contrário, a lutadora admite que, no início, deve ter dificuldade para se aproximar da adversária, mas garante que vai avançar em busca de nocautear ou finalizar o combate. Por outro lado, Chookagian, que possui dez vitórias em 14 lutas pela companhia, mas nenhuma por via rápida, deixa claro que sua intenção é pontuar no octógono e prolongar o duelo para vencer por decisão, na base do condicionamento físico e volume de golpes.

Apesar de reconhecer a dificuldade que é enfrentar uma lutadora com as características de Chookagian, Amanda abraça o desafio e não esconde a empolgação, porque mostra ter conhecimento da importância que é ter uma atleta de alto nível em seu cartel. Caso vença ‘Blonde Fighter’, a brasileira pode repetir a trajetória de Jéssica Andrade.

Quando ‘Bate-Estaca’ subiu para o peso-mosca e nocauteou a americana, lutou pelo título em seguida. Com isso em mente, a mineira fica na expectativa do confronto servir como uma eliminatória para disputar o cinturão da categoria.

Além de Amanda Ribas, outros quatro profissionais representam o Brasil no UFC Vegas 54. Ainda no card principal, Allan ‘Puro Osso’, parceiro de treino de Charles ‘Do Bronx’, encara Jake Hadley pelo peso-mosca (57 kg).

Na porção preliminar, Viviane Araújo luta contra Andrea Lee para se aproximar do top-5 do peso-mosca, Virna Jandiroba mede forças com Angela Hill em importante confronto pelo peso-palha (52 kg) e Alan ‘Nuguette’ enfrenta o veterano Michael Johnson, especialista em trocação, no peso-leve (70 kg).