<
>

Mike Tyson escapa de processo após socar passageiro em voo nos Estados Unidos

Ex-pugilista se envolveu em confusão com passageiro durante voo na Califórnia em abril


Mike Tyson escapou de sofrer um processo judicial após agredir um homem durante um voo em San Francisco, nos Estados Unidos, em abril.

A confirmação foi feita pela promotoria do condado de San Mateo na terça-feira (10). Após investigar imagens e buscar informações sobre o ocorrido com a polícia, a decisão foi de não levar nenhum processo adiante.

"Revisamos os relatórios do Departamento de Polícia de San Francisco e do Gabinete do Xerife do Condado de San Mateo e vimos vários vídeos coletados pelas pessoas no avião. Nossa decisão é de não apresentar nenhuma acusação contra o Sr. Tyson com base nas circunstâncias", anunciou Steven Wagstaffe, promotor responsável pelo caso.

De acordo com Wagstaffe, a postura da vítima antes da agressão de Tyson e a relação entre eles no avião ajudaram na conclusão do caso. O promotor também confirmou que o ex-pugilista e o agredido também foram favoráveis a não prolongar a história.

A agressão de Tyson aconteceu em abril deste ano, durante voo que sairia de San Francisco, na Califórnia, para o estado da Flórida. O ex-lutador foi abordado por Melvin Townsend III, tirou uma selfie com ele, mas ficou irritado pela postura do homem de 36 anos antes da decolagem do avião.

Segundo representantes de Tyson, o homem que abordou Tyson estava visivelmente alterado, atirou uma garrafa de água no ex-lutador e também o provocou. Os dois foram detidos no Aeroporto Internacional de San Francisco, passaram por depoimentos e depois foram liberados.