<
>

Katie Taylor vence Amanda Serrano em luta emocionante e amplia invencibilidade no boxe

play
UFC: Rob Font fica com rosto desfigurado, e Marlon Vera vence por decisão unânime; VEJA (1:12)

UFC Vegas 53 aconteceu no último sábado (4) (1:12)

Katie Taylor levou a melhor por decisão dividida após luta de 10 assaltos no Madison Square Garden, em Nova Iorque


O aguardado confronto entre Katie Taylor e Amanda Serrano confirmou toda a expectativa em torno da luta ao entregar dez assaltos intensos e equilibrados para uma plateia que lotava o ginásio Madison Square Garden, em Nova Iorque (EUA), neste sábado (30). E ao final do tempo regulamentar, a atleta irlandesa foi declarada vencedora por decisão dividida.

De fato, a disputa foi acirrada e contou com volume de golpes surpreendente por parte das duas competidoras. Tanto que cada um dos três jurados selecionados para a luta indicou uma pontuação diferente, o que garantiu uma dose extra de controvérsia, refletida no rápida contestação ao resultado por parte da porto-riquenha Serrano.

Enquanto dois jurados apontaram o triunfo de Taylor – um deles por 97 x 93 e outro por 96 x 93 -, o terceiro árbitro lateral marcou 96 x 94 a favor de Serrano, que, apesar de derrotada, acertou mais golpes. Com um total de 173 ataques com sucesso diante de 147 da rival, a porto-riquenha pecou no quesito aproveitamento.

Afinal, apesar de acertar mais, ela conectou apenas 28% de um total de 624 ataques, sete pontos percentuais a menos do que a campeã, que venceu ao fazer uso da precisão de seus socos e da experiência acumulada nesta categoria de peso.

Desta forma, Serrano, atleta de 33 anos, perdeu pela segunda vez em sua carreira, que ainda conta com 42 triunfos e um empate. Por sua vez, Taylor, dois anos mais velha, ampliou sua invencibilidade no esporte para 21 vitórias e assim manteve os títulos mundiais do peso-leve (59 kg) do Conselho Mundial de Boxe (WBC), Associação Mundial de Boxe (WBA), Federação Internacional de Boxe (IBF), Organização Mundial de Boxe (WBO) e da revista The Ring.

Campeã olímpica em Londres 2012, a veterana é uma das atletas mais famosas da Irlanda e conta com constante apoio de Conor McGregor para as suas batalhas nos ringues.