<
>

Brasileira estrela da AEW mira luta contra ex-UFC Paige VanZant

Tay Conti quer enfrentar a recém-contratada Paige VanZant para se destacar e crescer ainda mais na All Elite Wrestling


Em 2016, após não conseguir uma vaga na seleção brasileira de judô que representaria o país na Olimpíada do Rio, Taynara Melo decidiu tentar a sorte e se aventurar em uma modalidade até então desconhecida para ela. A mudança deu certo e a ex-judoca se transformou em um dos principais nomes do Brasil no pro-wrestling norte-americano. Agora conhecida pelo ‘nome de guerra’ Tay Conti, a carioca – que iniciou sua trajetória no telecatch na WWE – é uma das grandes estrelas do plantel da ‘All Elite Wrestling’ (AEW) e, ao que tudo indica, protagonizará uma apimentada rivalidade com a recém-contratada Paige VanZant, ex-lutadora do UFC.

E, curiosamente, enquanto sua nova rival deixou para trás o MMA e dá seus primeiros passos no pro wrestling, Tay Conti pode fazer o caminho inverso. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, a brasileira revelou que tem planos de se testar na modalidade que une as diferentes artes marciais em uma só regra no futuro, nem que seja apenas por uma luta.

O desejo, de acordo com a ex-judoca, veio durante a pandemia, quando, em função de um calendário mais brando de compromissos pela AEW, ela pôde iniciar seus treinamentos no MMA e se apaixonou pela modalidade. Porém, neste momento, com a agenda novamente lotada de viagens e eventos, Tay admite que os planos ficaram para depois.

“No ano passado, eu comecei a treinar porque eu queria fazer a minha primeira luta de MMA. E eu quero fazer, é um objetivo meu, é um objetivo pessoal que eu quero muito. E aí a gente vê como vai ser depois. Eu comecei a treinar, só que por conta do Covid, a nossa agenda estava muito mais tranquila. Estava mais fácil, a gente não estava viajando tanto, a gente gravava e deixava o programa gravado. Então, eu tinha tempo. Comecei a treinar e me apaixonei. Eu amo treinar MMA, eu amo arte marcial. Então, para mim, eu estou me divertindo treinando. Só que ‘acabou’ a pandemia, as coisas foram reabrindo aos poucos, a nossa agenda ‘de pandemia’ acabou, a gente começou a viajar, e eu não consegui mais treinar (MMA) e tive que adiar os planos”, contou Tay Conti.

Enquanto não retoma os treinamentos e volta a pensar em uma transição para o MMA, a carioca foca na sua carreira no pro wrestling. No momento, inclusive, Tay vislumbra aproveitar a rivalidade fabricada com a nova contratada da AEW, Paige VanZant, para se destacar e crescer ainda mais na organização e na modalidade.

“Com a chegada da Paige VanZant na empresa, eu falei: ‘Por que não?’. Se não sou eu, se não é a Thunder Rosa, quem é a melhor pessoa para lutar com ela? E tudo foi acontecendo. A gente está no meio dessa história. Eu espero que a gente possa entregar boas lutas. Eu tenho certeza que o nosso background vai se cruzar muito bem e a gente vai conseguir trazer uma coisa diferente para todo mundo que assiste”, afirmou.

Aos 26 anos, Tay ainda é jovem o suficiente para, caso realmente resolva migrar para o MMA, ter tempo para se adaptar e, até mesmo, construir uma carreira na nova modalidade. No pro wrestling, a carioca já ostenta uma trajetória invejável, especialmente para uma brasileira que tinha pouca ou nenhuma familiaridade com o esporte até iniciar nele. A ex-judoca atuou pela WWE entre 2016 e 2020 e há dois anos compete pela AEW.