<
>

Felipe Kitadai sofre punição por quimono desarrumado e é eliminado no Mundial de Judô

play
'Fiz um treino diferente'; Eduardo Yudi conta como a preparação resultou no ouro no Pan (0:39)

Judoca venceu o combate decisivo com um ippon em 15 segundos (0:39)

O brasileiro Felipe Kitadai perdeu sua primeira luta no Campeonato Mundial de Judô de Tóquio e foi eliminado da competição. O mais curioso foi o motivo da eliminação: quimono desarrumado.

O judoca, que conquistou a medalha de bronze nas Olímpiadas de Londres 2012, levou três punições na luta contra o cazaque Gusman Kyrgyzbayev - pela categoria -60kg - e acabou derrotado.

A disputa contra Kyrgyzbayev foi acirrada e teve de ser decidida no Golden Score, ou seja, no tempo extra. Com o quimono desarrumado, Kitadai acabou levando seu terceiro shido (punição) no confronto e perdeu.

Este ano, a Federação Internacional de Judô pôs em prática uma regra que pressupõe que o árbitro primeiramente avise o competidor para que ele possa arrumar seu quimono. No segundo aviso, a punição já pode ser marcada.

“É injusto porque eu estava sendo agressivo, mas acontece. Era uma situação que eu previa e estava pronto para combater. Mas é sempre algo chato de acontecer”, disse Kitadai ao globoesporte sobre ter perdido por shido.

Outro brasileiro que esteve nos tatames do Japão foi Eric Takabatake, também na categoria até 60kg. Ele derrotou o tunisiano Fraj Douibi na luta de estreia e foi eliminado após perder para Lukhumi Chkhvimiani, da Geórgia, em seu segundo confronto.

Mesmo tendo tomado duas punições, Takabatake conseguiu levar o combate para o Golden Score, mas sofreu um contragolpe que deu um waza-ari para o adversário e foi eliminado do torneio.

Nesta segunda-feira, as judocas Larissa Pimenta e Eleudis Valentim lutarão na categoria até 52kg, enquanto Daniel Cargnin competirá na categoria até 66 kg. A medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Rafaela Silva, estreará na terça-feira.