<
>

Mayra Aguiar é ouro no judô no Grand Slam de Tóquio e faz história para o Brasil sendo a 1ª campeã

Mayra Aguiar durante luta contra Inbar Lanir, no Grand Slam de Tóquio de judô Gabriela Sabau/IJF

Mayra Aguiar voltou a fazer história para o judô brasileiro. Desta vez, ela faturou o Grand Slam, em Tóquio, e atingiu um feito inédito para o país no esporte neste domingo (3).

Com a medalha na capital japonesa, ela quebrou um jejum de 37 anos para o Brasil.

Além disso, se tornou a primeira atleta brasileira a conquistar um ouro na cidade que é berço mundial do esporte.

Mayra desbancou na final a atual campeã mundial de judô, a israelense Inbar Lanir.

A vitória foi sem chances para a rival. Mayra encaixou três pontos, pontuou com um waza-ari e "sobrava" no solo até o tempo de luta se esgotar.

A campanha da brasileira teve pelo caminho Antonina Shmeleva, russa que compete como neutra, além das japonesas Mizuki Sugimura e Mami Umeki.

Bronze para o Brasil

No sábado, o Brasil havia faturado outra medalha na competição. Jéssica Lima conseguiu a prata na categoria até 57kg.

Com o resultado, fez o Brasil voltar a uma final do Grand Slam após 10 anos.

Os outros representantes do Brasil acabaram não conquistando medalha em Tóquio, parando nas oitavas de final.

Rafael Silva (+100kg), Leonardo Gonçalves (até 100kg), Rafael Buzacarini (até 100kg) e Ketelyn Quadros foram os competidores.