<
>

Bicampeão brasileiro com Palmeiras vira sensação no Japão e ganha música da torcida: 'É impressionante'

play
Ex-Palmeiras, Thiago Martins ganha música personalizada da torcida no Japão (0:14)

O zagueiro de 24 anos está no Yokohama (0:14)

Duas vezes campeão brasileiro pelo Palmeiras o zagueiro Thiago Martins vive uma fase diferente na carreira. O defensor de 24 anos é titular do Yokohama Marinos, sexto colocado no Campeonato Japonês.

Com menos espaço no elenco alviverde no meio do ano passado, ele decidiu se aventurar no futebol asiático.

"O acerto com o Japão foi meio que surpresa para todos. Eles me apresentaram um projeto bem legal de empréstimo de um ano e meio com opção de compra. O técnico havia me pedido e isso foi importante. Sempre tive sonho de jogar fora do Brasil e calhou de ser um país nota dez como o Japão. Conversei muito com a família e decidimos vir", contou, ao ESPN.com.br.

Além da cultura, o zagueiro se encantou pela torcida, que já o trata como ídolo. Além de receber vários presentes, Thiago ganhou uma canção com seu nome.

"Eles são muito apaixonados por futebol e cantam o jogo todo. Fizeram uma musiquinha para mim e é muito legal. Desde quando cheguei foi assim. É impressionante", elogiou.

"Eles fazem chaveiro com o seu rosto e com sua camisa do time. Dão muito presentes e são muito apaixonados e é muito legal. Eles fazem de tudo para ter ver bem e nos jogadores temos um dia pra tirar fotos e dar autógrafos e os cumprimentamos. Eles são muito respeitosos e só fazem isso em dia marcado (risos)", afirmou.

Na J-League, o brasileiro teve a chance de enfrentar grandes astros do futebol europeu.

"Eu joguei contra Iniesta, Podolski e Fernando Torres. São jogadores consagrados e de renome mundial. Infelizmente não troquei camisa porque aqui não tem esse costume como é no Brasil. Mas as fotos estão guardadas", recordou.

Vida no Palmeiras

Natural de Minas Gerais, Thiago Martins Bueno praticava diversos esportes na infância.

"Tinham duas competições no mesmo dia e tive que escolher uma. Falei com a minha família para saber em qual esporte teria uma carreira maior e escolhi o futebol. Ser jogador de futebol é um sonho realizado e espero conquistar coisas ainda maiores", afirmou.

O zagueiro passou a treinar com seu pai e fez vários testes em clubes antes de passar no Mogi Mirim, aos 14 anos. Após três anos na equipe do interior, ele foi para o Palmeiras, em 2013. Em pouco tempo já estava nos profissionais.

"Minha estreia foi contra a Chapecoense fora de casa no último jogo da Série B. Lembro como se fosse ontem, da adrenalina e do nervosismo de entrar em campo com a camisa do Palmeiras. A sensação era inexplicável", contou.

Outra chance na equipe alviverde só aconteceu mais de dois anos depois. Durante o período, o zagueiro passou por uma lesão e um empréstimo ao Paysandu. Ao retornar ao Palestra, ele passou a ser mais utilizado.

"As melhores lembranças são dos grandes jogos que participei e dos títulos que ganhei. Foi muito legal ter jogado a Libertadores. Fiz muito amigos no Palmeiras", afirmou.

Em 2016, ele alternou entre os titulares e os reservas, sendo bastante utilizado pelo técnico Cuca na conquista do Brasileiro,o primeiro após 22 anos.

"Ser campeão pelo Palmeiras é uma sensação indescritível. Pela grandeza do clube ter no meu currículo dois Campeonatos Brasileiros de Série A e um de Série B fico muito feliz. Se tratando de jogos, todos eles eram importantes. É o momento de entrar e dar o seu melhor. Espero ainda conquistar mais títulos e mais jogos com a camisa do Palmeiras", relatou.

No ano seguinte, o zagueiro foi emprestado ao Bahia antes de retonar ao Palestra Itália. Em 2018, fez 28 jogos antes de ir ao Yokohama no meio do ano passado. Emprestado ao time japonês até o desembro de 2019, Thiago Martins tem contrato com o Palmeiras até o final do ano que vem.

"Ainda não sei o que acontecerá depois. Vou cumprir aqui e depois vamos ver o que irá acontecer. Não teve nenhuma conversa. Veremos isso só mais para frente", concluiu.