<
>

Futsal: Melhor jovem do mundo saiu de peneira com mais de 1.000 meninos; Falcão pede calma com comparações

play
Eleito melhor do mundo no futsal, Ferrão relembra 42 graus negativos na Rússia e rivalidade com Falcão no ping-pong (2:09)

Atualmente no Barcelona, pivô se recupera de uma lesão no tendão de Aquiles (2:09)

O Brasil dominou a eleição de melhores jogadores do mundo no futsal realizada no fim de março. Ferrão, do Barcelona, foi eleito melhor jogador, enquanto Amandinha ganhou a premiação pela sexta vez seguida entre as mulheres. Para completar, Leozinho, do Magnus Fustal, foi eleito o melhor jovem do mundo, e a história desse jogador é muito curiosa.

Leozinho é carioca e jogava em Petrópolis-RJ. O time de Sorocaba, que contava com a ala Falcão antes da aposentadoria, fez uma peneira para a categoria sub-20. Mais de 1.000 meninos comparaceram, e todos tinham cinco minutos para mostrar trabalho.

“Vim de carona com meu então técnico Roger Magalhães e chegando aqui haviam mais de mil atletas para jogar, fiquei assustado e cheguei até pensar que não iria passar. Mas tinha me preparado muito para aquilo e, quando chegou a minha vez, dei meu máximo, pois eram apenas cinco minutos”, contou o ala.

Leozinho passou, brilhou no sub-20 e foi para o profissional do Magnus, ganhando espaço rapidamente e sendo fundamental na conquista do título do Mundial de Clubes. Além disso, já foi convocado também para a seleção brasileira principal.

Presidente do clube, Felipe Drummond lembrou da chegada do jovem e sua evolução na equipe paulista.

“Sempre defendi as peneiras, acredito muito, o Brasil é muito grande pra trabalhar apenas com jogadores indicados, de empresários. Leozinho veio e vimos que é diferente, muito habilidoso. Porém, era muito franzino, então começamos um trabalho de desenvolvimento tático e ganho muscular, e isso vem dando frutos”, afirmou Drummond.

Falcão resalta personalidade, mas pede calma com comparações

Sempre que surge um novo talento no futsal, começam as comparações com Falcão. O maior nome da modalidade no Brasil ressaltou que isso é ruim e que Leozinho deve construir a sua história.

“Ele é o vigésimo, trigésimo que buscam comparação, nenhum deu sequência. Isso só pode atrapalhar. Ele tem que ser o Leozinho, fazer história dele, não pode pegar um menino de 20 anos e colocar um peso desse. Com outros atrapalhou, espero que com ele não atrapalhe,” disse Falcão.

O astro, contudo, vê certa similaridade e ressalta a principal qualidade da jovem revelação.

“Similar que temos é ousadia, mesmo sendo jovem não olha adversario, não olha marcador, faz as jogadas que quer. Então ele tem esse diferencial é a personalidade, não se escondeu quando foi para o profissional. Sempre falo que 90% é personalidade, então quando junta personalidade e qualidade fica perfeito”, finalizou.